15 de jan de 2019

Vendas no varejo sinalizam para recuperação econômica do país, segundo pesquisa realizada pela CNDL

GIRO ECONÔMICO

Após um período de forte recessão, a atividade econômica segue em ritmo de recuperação. Segundo Indicador de Atividade do Varejo, lançado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), houve um crescimento de 2,8% nas consultas para vendas a prazo em 2018, na comparação com 2017. É a maior alta para o mês de dezembro desde 2014, quando houve um aumento de 2,2%. 

O Indicador de Atividade do Comércio é construído a partir das consultas de CPFs e é um termômetro da intenção de compras a prazo por parte do consumidor, abrangendo os segmentos de supermercados, lojas de roupas, calçados e acessórios, móveis e eletrodomésticos. O índice confirma a tendência de retomada do varejo, que segundo dados do IBGE relativos ao terceiro trimestre de 2018 mostram um avanço de 3,3% no PIB do comércio no acumulado de quatro semestres.

“A melhora dos níveis de confiança e o clima de otimismo para uma retomada mais forte da economia ajudaram a impulsionar a atividade varejista. Mesmo considerando apenas uma parcela das vendas, aquelas feitas a prazo, o Indicador sugere avanço das vendas do varejo ao longo do último ano”, analisa a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti. 

Maciel - Um vídeo postado nas redes sociais neste fim de semana, em que o empresário Raimundo Nonato Maciel aparece reunido com seus empregados, justificando atrasos no pagamento de salários, desencadeou uma campanha na internet em prol da salvação dos Supermercados Maciel. A intenção é boa, porém é difícil é garantir fluxo de loja já que o cliente não tem muitas alternativas de compras, pois a rede perdeu a maioria dos fornecedores, ficando desabastecida de vários itens, principalmente alimentos. 

Capacitação - O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Sindicato do Comércio Varejista de Joalheiros e Óticas do Maranhão (Sindióticas) firmaram parceria para garantir 25% de desconto no curso de Técnico em Óptica, desde que o aluno seja encaminhado pelo sindicato. Para o presidente do Sindióticas, Antônio Josiel Santos Sousa, a qualificação é importante, pois existe lei que determina essa profissionalização para assegurar o pleno funcionamento de uma empresa do segmento. 

Na assinatura do acordo do Sindicato de Óticas com o Senac, 
Renato
Costa, Camila Freitas, José Arteiro da Silva (presidente  
da Fecomércio), 
Antonio Josiel Sousa (presidente do Sindióticas), 
Antônio Freitas; 
José 
Ahirton Batista Lopes (diretor do Senac) e 
Daniela Nogueira 
Folclore - A Prefeitura Municipal de São José de Ribamar e a Unesco realizam no próximo dia 22 a I Assembleia IOV América da Organização Mundial do Folclore, evento que ocorrerá no Instituto de Ensino Tecnológico do Maranhão (Iema). 

Arrecadação - Os presidentes da Federação dos Municípios (Famem) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Nonato Lago, estiveram reunidos nesta segunda-feira (14) para as primeiras tratativas de um convênio pelo qual a Escola de Contas vai capacitar gestores municipais sobre como aumentar as receitas municipais com cobrança de impostos municipais e melhor acompanhamento dos tributos recolhidos pelo Estado e a União sobre quais está garantido o repasse de um percentual às prefeituras. 

Receita - A Receita Federal liberou nesta segunda-feira (14) a consulta de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, contemplando as restituições residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2018. O crédito bancário para 257.094 contribuintes será realizado no dia 15 de janeiro, totalizando mais de R$ 667 milhões. Desse total, cerca de R$ 268,9 milhões são para 7.677 idosos acima de 80 anos, 45.899 contribuintes de 60 e 79 anos, 5.487 pessoas com deficiência física ou mental ou moléstia grave e 20.742 professores.


Nenhum comentário: