7 de fev de 2019

Maranhão teve em dezembro do ano passado melhor desempenho em assinaturas de TV comparado a 2017


Imagem relacionadaGIRO ECONÔMICO

O serviço de TV por Assinatura totalizou 17.574.822 contratos ativos em dezembro de 2018, uma perda de 549.833 assinantes (-3,03%), de acordo com números da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em relação ao mês anterior, houve uma perda de 21.743 contratos (-0,12%). As unidades da Federação com maiores números de contratos no país foram São Paulo, com 6.469.425 (36,81%); Rio de Janeiro, com 2.376.853 (13,52%) e Minas Gerais, com 1.555.406 (8,85%). 

Em relação a dezembro de 2017, o maior aumento ocorreu no Maranhão que registrou um saldo de 48.041 clientes (27,29%). Também houve aumento no saldo de assinantes no Ceará, com 14.243 (3,59%); Amazonas, com 11.879 (4,05%); Pará, com 11.237 (3,61%); Goiás, com de 3.824 (1,01%); Rio Grande do Norte, com 2.450 (1,06%); Tocantins, com 1.576 (3,69%); e Piauí, com 415 (0,46%). Nos demais 19 estados houve perda de clientes.

Os quatro maiores grupos de TV por Assinatura do Brasil (Claro/NET, Sky, Oi e Vivo) detinham 17.050.679 contratos ativos (97,01% do total) em dezembro de 2018. Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Assembleia - O presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez, ao participar da solenidade de abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa, disse que está otimista com uma maior aproximação do parlamento estadual das entidades que representam o empresariado da indústria. “A Assembleia tem papel fundamental e muitas ações interessam à indústria. Desejamos que essa relação seja cada vez mais frutífera”, enfatizou, destacando a importância das parcerias institucionais. 

Rodovias - As obras de adequação da BR-135 estão cautelarmente suspensas por decisão do Tribunal de Contas da União (TCU). A decisão é decorrente de auditoria na Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Maranhão. Os trabalhos analisaram as obras do trecho entre os quilômetros 95,60 e 127,75. O TCU constatou que 60% do valor da obra, cerca de R$ 40 milhões, tem projeto desatualizado, com serviços em desacordo com a realidade e estudos defasados e insuficientes. 

Na abertura dos trabalhos legislativos na Assembleia, segunda-feira (04),
os empresários Raimundo Coelho (E), Edilson Baldez e Cláudio
Azevedo com o deputado Arnaldo Melo
Seminovos - As transações de veículos usados, considerando todos segmentos automotivos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários), apresentaram alta de 1,55% em janeiro, na comparação com o mesmo mês de 2018, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). 

Cobradores - O Sest Sena publicou, terça-feira (05), edital para o Projeto Qualificação Profissional no Transporte Coletivo de Passageiros. São oferecidas 9 mil vagas, sendo 400 para o Maranhão, em 46 Unidades do órgão, para cobradores de ônibus com vínculo empregatício em empresas de transporte coletivo de passageiros em todas as regiões do país para que possam trabalhar como motoristas. Vale ressaltar que o treinamento e a mudança da categoria da CNH são totalmente gratuitos para profissionais e para empresas. 

Hidrelétricas - As hidrelétricas de Boa Esperança, localizada no Rio Parnaíba, entre de Guadalupe (PI) e São João dos Patos (MA), e de Estreito, no rio Tocantins, serão vistoriadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que vai iniciar terça-feira (12) força-tarefa para fiscalizar in loco as barragens de 142 dessas usinas até maio. Depois da primeira etapa, a Agência estenderá, de maio a dezembro, a inspeção presencial a todas as hidrelétricas classificadas como “Dano Potencial Alto”, até totalizar 335 empreendimentos.

Nenhum comentário: