7 de fev de 2019

Para Flávio Dino, condenação de Lula é um recado em tom ameaçador a quem se aventurar defender os pobres


O governador Flávio Dino (PCdoB) participou nesta quinta-feira (07), em Salvador (BA), de um painel sobre ”30 anos da Constituição Cidadã: democracia e ativismo judicial”, oportunidade em que criticou a politização do Código Penal. Também participaram da mesa o Guilherme Boulos (Psol), o ex-deputado constituinte Haroldo Lima, o jornalista e doutor em comunicação Emiliano José e a professora de direito da Universidade de São Paulo Maria Paula Dalari.

Flávio Dino chamou a atenção para a utilização do direito penal como arma política. “O judiciário do Brasil passou de aplicador da lei para legitimador da desigualdade social e agente de combate político. A elite econômica conseguiu de fora para dentro demonizar o Poder Judiciário: para uns direito penal máximo; para outros direito penal mínimo".

Após fazer esta reflexão, ele disse que "um exemplo disso é o nosso ex-presidente Lula que recebeu uma das penas mais graves. Parece um recado claro para que ninguém mais se aventure a defender os mais pobres”, disse, referindo-se às condenações impostas ao petista por crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Nenhum comentário: