19 de fev de 2019

Sondagem da Fiema revela que 2018 foi marcado por muitas dificuldades para as empresas do setor industrial

GIRO ECONÔMICO

Sondagem Industrial divulgada nesta segunda-feira (18) pela Federação das Indústrias (Fiema) sobre o período de 02 a 15 de janeiro deste ano indica que o ano de 2018 foi de dificuldades para a atividade industrial no Maranhão. O nível de produção esteve em queda na maior parte do ano e, pontualmente, foram registradas variações positivas que não se sustentaram no decorrer do período.

De acordo com a pesquisa, o tempo compreendido entre maio a agosto apresentou aquecimento expressivo, com a produção variando em 8 pontos, porém esse cenário não se manteve nos períodos subsequentes e a produção industrial encerrou o ano em baixa. As grandes e médias empresas registraram queda considerável de atividade de novembro para dezembro, sofrendo maior impacto com o desaquecimento. 

Outro fator que ilustrou a dificuldade do setor foi o alto nível de estoques de produtos finais acumulados no ano de 2018, o que sugere uma fraca demanda por produtos industriais e uma consequência do elevado desemprego. Em dezembro, a evolução dos estoques foi mais expressiva. Leia detalhes em MARANHÃO HOJE.

Comércio - O Indicador do Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, avançou 1% em janeiro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2018, de acordo com dados apurados pela Boa Vista. Na análise mensal, dentre os principais setores, o de móveis e eletrodomésticos apresentou em janeiro queda de 0,2%; o de tecidos, vestuários e calçados cresceu 1,2%; o de supermercados, alimentos e bebidas registrou aumento de 1,5%; e o de combustíveis e lubrificantes subiu 1,4%. 

Contas - Com a aproximação do período em que as unidades prestadoras de contas (UPC) devem apresentar seu relatório anual de gestão referente ao ano de 2018, Tribunal de Contas da União (TCU), visando a auxiliar gestores públicos e de outros órgãos obrigados a prestar essas informações sobre a forma de preenchimento do relatório e sobre o conteúdo indispensável ao documento, realiza dia 28 de fevereiro o evento “Prestação de Contas 2018: Normas e Orientações para Elaboração do Relatório”. 

Na solenidade de posse da nova diretoria da OAB, dia 08,
o presidente do CECGP, Sérgio Tamer (D) com o
desembargador Jorge Rachid Maluf e a presidente da subseção
da OAB de Imperatriz, Márcia Cavalcante
Abono - Começa nesta quinta-feira (21) o pagamento do Abono Salarial do PIS, calendário 2018/19, para os trabalhadores nascidos nos meses de março e abril. Os valores variam de R$ 84 a R$ 998, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano base 2017. O abono Salarial fica disponível para todos os beneficiários até 28 de junho de 2019. 

Concessões - Com a expectativa de concluir até março os 23 leilões de concessão de aeroportos, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira (18), em sua conta no Twitter, que a captação deve chegar a R$ 3,5 bilhões em investimentos em 12 terminais. Além dos terminais aeroportuários, o Ministério da Infraestrutura ainda pretende arrendar mais dez terminais portuários e a Ferrovia Norte-Sul ainda nos 100 primeiros dias de governo. O valor total estimado em investimentos com essa ação supera R$ 7 bilhões. 

Trabalho - O Indeed divulgou nesta segunda-feira (18), o ranking das Melhores Empresas para Trabalhar no Varejo 2019. A seleção foi feita com base em avaliações e depoimentos de mais de 39 mil funcionários e ex-funcionários das empresas do setor. Para entrar nessa lista, as empresas deveriam ter no mínimo 250 depoimentos. As que obtiveram melhores colocações são Magazine Luiza, Leroy Merlin, Casas Bahia, Lojas Riachuelo, C&A, Lojas Renner, Carrefour, Grupo Pão de Açúcar, Walmart e Lojas Americanas

Nenhum comentário: