21 de mar. de 2019

Na defesa de Michel Temer, MDB adota o mesmo discurso do PT para condenar a prisão do ex-presidente Lula

Em nota divulgada na manhã desta quinta-feira (21), o MDB, partido do ex-presidente Michel Temer, usa o mesmo discurso do PT quando se posiciona contra a prisão do ex-presidente Lula. "O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte de Temer e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa", diz a nota.

Como não poderiam deixar de ser, nas redes sociais já começam a circular informações com teor de gozação, com imagens e frases que associam as prisões dos dois ex-presidentes, inclusive uma "campanha" Temer Livre.

Michel Temer foi preso  em São Paulo, de onde foi transferido para o Rio de Janeiro.  A prisão foi determinada pelo juiz federal Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelas ações de desdobramento da Operação Lava Jato.

O ex-ministro de Minas e Energia da administração emedebista, Moreira Franco também é alvo dos agentes nesta quinta-feira.

Filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Temer assumiu a Presidência da República em maio de 2016, depois do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Ao longo de sua trajetória política, Temer foi presidente da Câmara dos Deputados, secretário da Segurança Pública e procurador-geral do estado de São Paulo. Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Nenhum comentário: