29 de mai de 2019

Ao ouvir proposta de Maria do Rosário para uma união das esquerdas, Ciro Gomes diz que "unidade é um cacete"

Em evento na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes (PDT) usou novamente sua metralhadora verbal para atingir o PT, que ali estava representados pela deputada federal Maria do Rosário, do Rio Grande do Sul.

Segundo Ciro Gomes, para alguns segmentos da esquerda brasileira qualquer pessoa que “não fizer uma defesa patológica do Lula, vai ser chamado de traidor(a)”. A fala foi uma reação à crítica por ele ter mencionado que o ex-presidente está condenador e preso. Cobrado a manter um discurso de unidade, Ciro lembrou que os petistas não deram um voto ao deputado Marcelo Freixo na eleição para presidente da Câmara.

“Eu falei que ele está (Lula|) condenado. Eu não vou mudar discurso. Espera aí um pouquinho: unir o que? Quantos votos o PT apalavrou de dar ao Marcelo Freixo para presidente da Câmara e quantos deu? Eu conheço vocês... unidade é o cacete!”, disse Ciro, visivelmente exaltado. Assista ao vídeo Aqui


Nenhum comentário: