12 de mai de 2019

Frente Parlamentar de Defesa dos Bancos Públicos no Congresso Nacional é coordenada pelo deputado Zé Carlos

GIRO ECONÔMICO

Senadores e deputados lançaram, quarta-feira (08), a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos, que será coordenada pelo deputado Zé Carlos (PT). A mobilização visa a evidenciar e combater a venda das instituições financeiras, como vem sinalizando suas diretorias. A iniciativa de criação da Frente partiu dos deputados do PT José Carlos Nunes Junior (MA), Assis Carvalho (PI) e Érika Kokay (DF), além do senador Jacques Vagner (BA), com base nas ações de entidades como a Fenae, Contraf/CUT, Comitê Nacional de Defesa da Caixa, Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, centrais sindicais, associações de luta pela moradia, associações de bancários, além de outras categorias bancárias. 

Os parlamentares ressaltam que são os bancos públicos que investem em habitação, saneamento básico, infraestrutura urbana, educação, agricultura, entre outras áreas estratégicas para o desenvolvimento.

Segundo Zé Carlos, "nenhum banco privado no país investe em financiamento da casa própria em favor da população pobre nas mesmas condições das oferecidas pela Caixa, com prazos e taxas compatíveis com as necessidades dos clientes". 

Portos - Na reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI), quarta-feira (08), foram qualificados seis arrendamentos de terminais portuários, uma concessão portuária, 14,5 mil quilômetros de rodovias e mais 22 aeroportos a serem concedidos à iniciativa privada. Estão previstos R$ 133,274 bilhões em investimentos. Os projetos qualificados foram os terminais STS20 e STS14, no Porto de Santos e o IQI 03, 11, 12 e 13 no Itaqui, além da desestatização do Porto de São Sebastião, no Rio de Janeiro. 

Prejuízo - A Vale divulgou quinta-feira (09) seu resultado financeiro do primeiro trimestre de 2019, com os primeiros dados após a tragédia de Brumadinho (MG), onde o rompimento de uma barragem provocou mais de 200 mortes. O balanço revela prejuízo de R$ 6,4 bilhões. De acordo com a mineradora, o resultado foi impactado pelo menor volume de vendas de ferro e pelotas na comparação com igual período de 2018, o que foi influenciado também por ocorrências de chuvas anormais no porto de Ponta da Madeira. 

Os presidentes dos conselhos temático de Assuntos Legislativos e de Meio 
Ambiente, Cláudio Azevedo e Benedito Mendes, recepcionaram o diretor 
de relações e gestão legal da Suzano, Wilson Muniz, que estava
acompanhado do gerente jurídico Anselmo Farias de Oliveira e
das relações institucionais, Rakel Murad 
Sesc - Neste domingo (12) mães e filhos poderão aproveitar o dia com muito lazer cultural na Unidade Sesc Turismo, no Olho D’Água, das 10 às 15 horas, onde haverá exibição de filmes, documentários e clips em homenagem às mães, sessões de fotos instantâneas e show com As Brasileirinhas. 

Sindcor - O empresário José Thomas Cavalcante Filho, da Edeconsil Construções e Locações Ltda., foi eleito, quinta-feira (09), presidente do Sindicato da Indústria da Construção de Obras Rodoviárias do Maranhão (Sindcor), que congrega cerca de 60 empresas, para a gestão 2019-2022. Ele vai suceder José de Ribamar Barbosa Belo, que recebeu o agradecimento e o reconhecimento dos demais associados pelo trabalho à frente do órgão. O superintendente da Fiema, Diogo Lima, também participou da ação. 

Restaurante - Para este domingo (12), o Restaurante Escola do Senac, localizado na Rua de Nazaré, no Centro Histórico de São Luís, elaborou um menu especial em comemoração ao Dia das Mães, que poderá ser apreciado ao som de clássicos interpretados pelo Maestro Silvio Moreno ao piano. Além da mesa de pães e patês, há diversas opções de saladas, como a de bacalhau, salpicão de kani kama, maionese de atum, mix de folhas com queijos, frutos do mar e diversos tipos de cortes e preparos de carne vermelha.

Nenhum comentário: