22 de ago de 2019

Sindicatos filiados à Federação das Indústrias concorrem a prêmio da CNI sobre sustentabilidade financeira

GIRO ECONÔMICO

Projetos elaborados por três sindicatos de indústrias no Maranhão estão concorrendo ao edital a premiação da Confederação Nacional da Indústrias (CNI), que vai eleger projetos relacionados à sustentabilidade financeira e ao desenvolvimento da indústria. O incentivo prevê apoio financeiro para soluções que gerem valor às empresas associadas e recursos financeiros e econômicos para retroalimentar a própria atuação sindical. 

A iniciativa faz parte do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) e visa a incentivar a execução, pelos sindicatos empresariais da indústria, de projetos que contribuam diretamente para sua sustentabilidade financeira e gerem valor para as indústrias representadas. Do Maranhão, estão participando os sindicatos da Construção Civil (Sinduscon), de Malharia e de Confecções de Roupas em geral e Sindicato das Indústrias de Metalúrgicas, Mecânica e de Material Elétrico de São Luís (Sindimetal).

Os projetos vencedores terão 15 meses para executar os projetos. Os sindicatos que participaram do primeiro edital e que não forem classificados poderão aprimorar e escrever os mesmos projetos em janeiro de 2020. 

Apicultura - Foi aprovado, nesta terça-feira (20), na Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 050/19, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre a criação, o manejo, o comércio e o transporte de abelhas sociais nativas no Maranhão. O projeto, que agora vai à sanção governamental, visa a atender às finalidades socioculturais, de pesquisa científica, de educação ambiental, de conservação, de exposição, de manutenção, de criação, de reprodução, de comercialização, de beneficiamento de produtos e subprodutos e de preservação. 

Homenagem - A Câmara Municipal de São Luís a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) pelos seus 54 anos de atividade da Câmara de Dirigentes Lojistas / CDL São Luís. Em seu pronunciamento, o vereador Ricardo Diniz, autor da homenagem, ressaltou que o papel da CDL tem sido fundamental na promoção do desenvolvimento social e econômico de São Luís, inclusive com a criação de novas oportunidades de trabalho e renda através do comércio lojista. O Presidente da entidade, Fábio Ribeiro, recebeu uma placa alusiva à solenidade. 

Na sessão solene da Câmara Municipal em que sua
entidade foi homenageada, Fábrio Ribeiro recebendo do vereador
Ricardo Diniz placa pelos 54 anos da entidade
Divisão - Imagina o Maranhão ser dividido e a parte Sul ficar com mais da metade da produção de grão, passar a ser o dono do MA da sigla do Matopiba, ficar com o trecho da Norte-Sul que vai até Açailândia, Hidrelétrica de Estreito e outras coisitas mais. 

Associações - Associações comunitárias de comunidades vizinhas à Estrada de Ferro Carajás (EFC) em Santa Inês, Buriticupu e Bom Jesus das Selvas receberam recursos da Vale para construírem suas sedes e fortalecerem sua atuação. Além dessas três, outras 26 sedes foram construídas ou reformadas com apoio da empresa em anos anteriores. Além de melhorar infraestrutura, a Vale ofereceu cursos de organização e associativismo. As informações constam no balanço do segundo trimestre divulgado pela empresa. 

Comércio - Entidades sem fins lucrativos poderão expor e comercializar produtos em prédios públicos municipais em São Luís. A medida está prevista no projeto de lei 193/18, do vereador Francisco Carvalho (PSL), que cria o programa denominado "Comércio do Bem". Pela proposta, as entidades assistenciais que tiverem declaração de utilidade pública podem ocupar esses imóveis, desde que previamente combinado, para vender produtos que elas mesmas produzem ou que foram doados a elas em bazares ou feiras em locais públicos.

Nenhum comentário: