27 de ago de 2019

Com 10,5 mil empregos mantidos no Maranhão no segundo trimestre, Vale gera R$ 205 milhões em salários

GIRO ECONÔMICO

A Vale mantém no Maranhão parte de um dos seus principais sistemas produtivos no Brasil, a Estrada de Ferro Carajás e o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira. A operação desse complexo gera diversas influências positivas na economia do estado. Um dos principais refere-se à geração de emprego. No segundo trimestre deste ano, foram mantidos 10.510 empregos entre próprios e terceiros, gerando uma massa salarial de R$ 205 milhões. 

A massa salarial é a soma de salários e benefícios pagos pela empresa aos seus empregados próprios no Maranhão. Outro aspecto relevante relacionado às operações da Vale no Maranhão é o volume de impostos e compras realizadas.

Em impostos, de abril a junho, foram recolhidos R$ 59 milhões em (ICMS e ISS). Já o volume de compras nesse mesmo período no estado foi de R$ 567 milhões. O total de compras com empresas maranhenses foi de R$ 76 milhões, beneficiando 121 empresas. 

Lençóis - O prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho (MDB), diz que setores da imprensa e da política estão espalhando a versão de que o governo federal vai privatizar os Lençóis Maranhenses, mas a proposta é apenas de concessão, isto é, permitir que empresas prestem serviços aos turistas nos locais de passeios. Ele diz que ainda não poder comentar a proposta do governo porque ela ainda não foi apresentada, mas acredita que seja parecida com a proposta deixada pelo ex-ministro do Meio Ambiente Sarney Filho. 

Magistrado - O juiz federal Carlos Madeira, que está prestes de ir para aposentadoria, ainda não definiu o quer fazer após deixar a magistratura, e aponta três possíveis caminhos: ingressar na política e ser candidato a prefeito, de São Luís ou Paço do Lumiar, entrar de vez no ramo do empreendedorismo (sua família é proprietária do Val Paraíso) ou atuar como advogado. Segundo ele, quatro partidos já o procuraram interessados na sua candidatura, mas ele não está convencido de que deva entrar na política. 

Na sessão comemorativa aos 165 anos da Associação Comercial, na
Assembleia Legislativa, o presidente da entidade, Felipe Mussalém, e
o deputado Adriano Sarney (PV), autor da homenagem
Endividamento - Saltou de 76% para 80% o nível de endividamento entre os consumidores adimplentes, ou seja, que não têm ‘nome sujo’, e dizem estar muito, mais ou menos ou um pouco endividados, na comparação entre o primeiro semestre de 2018. 

Reforma - Mais duas audiências públicas serão realizadas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado serão realizadas esta semana para debater a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 110/2019, que institui a reforma tributária, que tem como relator Roberto Rocha (PSDB-MA). O texto, que prevê a extinção e a unificação de tributos, é uma iniciativa de líderes partidários e conta com as assinaturas de 67 senadores. Os debates estão marcados para terça-feira (27) e quinta-feira (29), às 14 horas. 

Empregos - Os pequenos negócios geraram 95% dos empregos no o país em julho deste ano. Conforme levantamento do Sebrae, baseado em dados do Caged, o saldo positivo de postos de trabalho foi ca de 41,5 mil vagas com carteira assinada. No total, reunindo os números das médias e grandes corporações e os da Administração Pública, foram criados 43,8 mil empregos formais no Brasil. No acumulado dos sete primeiros meses do ano, as micro e pequenas abriram 437,6 mil vagas, 2,4% acima do registrado em 2018.

Nenhum comentário: