4 de ago de 2019

Vendas de veículos no Maranhão aumentam 10,66% em julho na comparação com junho, segundo a Fenabrave

GIRO ECONÔMICO

Os emplacamentos de veículos novos, no mês de julho, no Maranhão, aumentaram 10,66% na comparação com junho e de 2,05% em relação a julho do ano passado, segundo números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotivos (Fenabrave). Foram 7.010 unidades contra 6.335 do mês anterior e 6.869 do mesmo mês do ano anterior. 

O segmento que teve melhor desempenho foi o de automóveis e comerciais e leves, com volume de 2.933 contra 2.482 do mês anterior, o que representa uma variação de 18,17%, e o de veículos pesados (ônibus e caminhões) foi o único a registrar desempenho negativo (-38,67%), com o registro de 111 unidades emplacadas contra 181 de junho. Na capital, foram 2.222 em julho contra 1.874 de junho, ou seja, variação de 18,57%) e 2.017 de julho do ano passado, uma variação de 18,57%.

Por segmento, na capital, foram 1.533 automóveis e comerciais, em julho, contra 1.334, em junho, ou seja, 16,42%; veículos pesados foram 36 contra 24, ou seja, 50%. Já o segmento de motos registrou 610 emplacamentos, 23,23% a mais do que em junho, que registrou 523. 

Beleza - Santo Amaro deve ser o próximo município a receber a Carreta Escola de Moda e Beleza do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O diretor regional do órgão, José Ahirton Lopes, tratou do assunto com a secretária municipal de Educação, Aurynete Freitas, e o assessor especial da Prefeitura, Domingos Ataíde. Segundo a secretária, há uma carência de profissionais na área de beleza na cidade, que é um dos destinos turísticos mais demandados do Maranhão, daí a importância desta parceria. 

Embrapa - Boas práticas desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e suas unidades acabam de ser publicadas e estão disponibilizadas para serem consultadas e reproduzidas em qualquer parte do mundo. Da Embrapa Cocais, que é a unidade do Maranhão, a experiência inovadora foi a do BabaçuTec, que teve a participação das quebradeiras e a partir da qual foram construídas iniciativas em benefício da cadeia do babaçu, segundo a pesquisadora Guilhermina Cayres. 

O presidente de CECGP, Sérgio Tamer, com o professor
Gabriel Sant´Anna Quintanilha, que ministra neste fim de
semana  mais um módulo do mestrado em Direito em
parceria com a Universidade Portucalense
Encontro - O Instituto Euvaldo Lodi (IEL), entidade do Sistema Federação das Indústrias, promoveu o encontro “Interação Universidade Indústria – Parceria pelo Desenvolvimento”, na Black Swan, considerado o maior centro de inovação aberta de iniciativa privada do Norte e Nordeste. 

Mineração - Após fechar o primeiro semestre no vermelho (123 milhões de dólares) e separar mais de R$ 23 bilhões para gastos decorrentes do rompimento da barragem Córrego do Feijão, em Brumadinho, no estado de Minas Gerais, a Vale acredita tenha reduzido as incertezas de seu balanço e agora a expectativa é que haja geração de caixa forte na segunda metade do ano, com redução de custos, retomada de parte da produção paralisada pelo desastre e preço favorável ao minério de ferro. 

Nordeste - O presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez, participou em Fortaleza, da 21ª Reunião da Associação Nordeste Forte, que contou com as participações, além dos presidentes das federações dos nove estados da região, dos senadores Tasso Jereisati (CE) e Armando Monteiro (PE); do presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, para um amplo debate sobre o papel da indústria na nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), reforma tributária etc.

Nenhum comentário: