10 de set. de 2019

Mortes violentas nos quatro anos do primeiro governo Flávio Dino superam as do último governo de Roseana

Rio de Janeiro - Campanha contra homicídios de jovens negros pinta centenas de silhuetas de corpos no chão do Largo da Carioca (Fernando Frazão/Arquivo Agência Brasil)Ao contrário do que foi pregado nos últimos quatros anos pela atual gestão, o índice de Mortes Violentas Intencionais (MVI), que engloba os homicídios dolosos, latrocínios (roubos seguidos de morte), lesõees corporais seguida de morte, vitimização policial, mortes decorrentes de intervenção policial, lesões com morte posterior, mortes em estabelecimentos prisionais e mortes a esclarecer com indícios de crime, foi bem maior nos quatro anos do primeiro governo de Flávio Dino (PCdoB) do que nos quatro do último mandato de Roseana Sarney (MDB).

É o que revelam os números do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019, divulgado nesta terça-feira (10) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com os dados, de 2011 a 2014, foram registrado 7.152, enquanto de 2015 a 2018, os registros somam 8.546, isto é, 1.303 a mais.

Nos quatro anos do quarto governo de Roseana, os registros seguiram a seguinte ordem:
  • 2011 - 1.546
  • 2012 - 1.666
  • 2013 - 1.782
  • 2014 - 2.158
  • TOTAL - 7.152

Já nos quatro do primeiro governo de Flávio Dino os registros são estes:
  • 2015 - 2.280
  • 2016 - 2.342
  • 2017 - 2.058
  • 2018 - 1776
  • TOTAL - 8.546
Como se observa, os números do ano passado são bem próximos dos de 2013 e maiores do que os de 2012. Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Veja no quadro abaixo os números de violência nos estados:




Nenhum comentário: