29 de out. de 2019

Índice de Confiança da Construção, medida pela Fundação Getúlio Vargas, aponta aumenta em outubro

GIRO ECONÔMICO

O Índice de Confiança da Construção, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou alta de 0,4 ponto em outubro deste ano, na comparação com o mês anterior. Com a alta, que veio depois de um recuo de 0,5 ponto em setembro, o indicador atingiu 87,5 pontos em uma escala de zero a 200 pontos. O resultado foi influenciado pelo Índice de Situação Atual, que mede a confiança do empresário da construção no momento atual e que avançou 1,3 ponto. 

O subíndice chegou a 78,9 pontos, o maior nível desde fevereiro de 2015 (81,4), puxado pela percepção sobre a situação atual da carteira de contratos. Por outro lado, o Índice de Expectativas, que mede a confiança dos empresários da construção em relação ao futuro, caiu pelo segundo mês, ao recuar 0,5 ponto, para 96,5 pontos. O principal motivo foi a demanda prevista nos próximos três meses.  O Nível de Utilização da Capacidade do setor cresceu 0,7 ponto percentual, para 70,1%.

Segundo a pesquisadora da FGV Ana Maria Castelo, o resultado do índice de confiança mostra que há uma recuperação em curso, mas ainda não há segurança no empresário em relação a sua continuidade. 

Alcântara - O presidente Jair Bolsonaro comemorou nesta segunda-feira (28), em sua conta no Twitter, a aprovação, na Câmara dos Deputados, do acordo de salvaguardas para exploração comercial da Base de Alcântara pelos EUA, prevendo investimento futuros para desenvolvimento da região. “Contamos com a aprovação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas no Maranhão, pelo Congresso Nacional. Fora os bilhões de dólares que o Brasil conquistará, trabalho local, ampliações de aeroporto e porto beneficiarão diretamente a evolução daquela região!”, disse ele. 

Rotatória - Considerada um dos pontos mais congestionados no trânsito de São Luís, a Rotatória do Calhau, em frente ao Quartel da Polícia Militar, poderá ter solução definitiva para maior fluidez do trânsito até 2021. É o que promete o presidente da Agência de Mobilidade Urbana (MOB, Lawrence Pereira, que diz estar projetada para o local uma intervenção de engenharia nos mesmos moldes dos elevados da Cohama e da Cohab-Anil, com rebaixamento da da Avenida dos Holandeses para garantir a movimentação do dos veículos do BRT.  

O vice-governador Carlos Brandão prestigiou o encerramento
da 61ª Expoema neste domingo (27). No registro com o presidente da
Associação dos Criadores, Ivaldeci Mendonça (ao centro), Edilson
Baldez (Fiema) e o pecuarista Talibe Naufel Neto (D)
Reforma trabalhista - Numa ação conjunta da Associação Comercial, Câmara de Dirigentes Lojistas e Federação do Comércio, será proferida, quinta-feira (31), no auditório da Fecomércio, no Calhau, a palestra O Cenário do Novo Trabalho no Brasil, com Marlos Melek, juiz federal e redator de reforma trabalhista.

Expoema - Com o foco na produção de conhecimento, a Expoema proporcionou aos seus participantes cursos sobre temas diversos, como “Registro da Agroindústria de Laticínio”, “Mercado mundial de carnes bovinas, participação brasileira e barreiras “, “Operação e Manutenção em Sistema de Irrigação”, “Derivado do Leite”, “Silagem”, “Doma Racional em Equinos e Muares – Rédeas”, “Fruticultura Maranhense”, “Integração lavoura e pecuária”, “Produção e conservação de forragem”, “Produção do boi tropical”. 

Desenvolvimento - A Confederação Nacional da Indústria (CNI) realizou nesta terça-feira o Seminário Desenvolvimento Regional: Desafios e Oportunidades para debater saídas para o atraso econômico do Norte e Nordeste. As duas regiões concentram 60% dos estados do país, mas respondem por menos de 20% do PIB industrial brasileiro. O evento reuniu lideranças empresariais do país, parlamentares e especialistas no assunto para debater alternativas de desenvolvimento da indústria nos 17 estados das regiões.

Nenhum comentário: