3 de out. de 2019

Luíza Brunet será madrinha do projeto Salve uma Mulher lançado nesta quinta-feira pela ministra Damares Alves

A atriz e modelo Luiza Brunet, que foi vítima de violência praticada pelo ex-namorado Lírio Parisotto, foi escolhida para madrinha do projeto Salve uma Mulher, lançada nesta quinta-feira (03)  pela ministra da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Brunet argumentou que a mobilização de combate à violência de gênero deve partir de todos. 

"É muito importante que a vítima faça a denúncia contra seu agressor", disse a artista, que sofreu agressões em 2016. "A violência contra mulher deixou de ser um problema de foro íntimo e passou a ser de toda a sociedade."

A ministra elogiou a coragem da atriz, de tornar pública a sua experiência, para que pudesse mostrar que a violência de gênero vitima mulheres de todos os perfis socioeconômicos e étnico-raciais. "Ou vocês acham que mulheres lindas, da alta sociedade, não apanham?", disse Damares. Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Nenhum comentário: