20 de out. de 2019

No Maranhão, mais de R$ 5,1 milhões já foram investidos pelo Banco do Nordeste na instalação de energia solar

Resultado de imagem para energia solar residencial

GIRO ECONÔMICO

Com financiamento de até 100% dos componentes e instalação dos sistemas de micro e minigeração de energia elétrica, fotovoltaica ou eólica, o Banco do Nordeste tem estimulado a geração própria de energia elétrica em unidades residenciais. No Maranhão, R$ 5,1 milhões já foram financiados em 2019, para viabilizar a geração de energia limpa e as vantagens de economia que ela oferece. O superintendente estadual do BNB no Maranhão, Hailton Fortes, destaca que a opção pelo financiamento de energia limpa a baixo custo oferecida pela instituição representa oportunidade vantajosa. 

“A economia gerada na conta de energia é, na maioria dos casos, diretamente proporcional aos custos de instalação da estrutura de geração de energia a partir do financiamento pelo Banco do Nordeste. Uma combinação de sustentabilidade ambiental e economia que resulta em muitas vantagens aos interessados”, explicou.

Em toda a área de atuação do Banco do Nordeste – estados do Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, a instituição financeira já investiu R$ 47,6 milhões na implantação de sistemas voltados para o uso residencial de energia solar apenas em 2019. 

Casarão - O Serviço Social da Indústria do Maranhão (Sesi-MA) vai apresentar à Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano proposta para “adotar” o imóvel onde funciona a Junta Comercial do Maranhão, na Praça João Lisboa, onde pretende implantar o Centro Tecnológico e Cultural da Indústria. O projeto contempla laboratórios de robótica e inovação, espaços destinados à cultura e alimentação saudável. No local, funcionará também o museu interativo da indústria e um espaço para exibições culturais. 

Senac - Os bairros da Vila Embratel e São Cristóvão, além de comunidades rurais, poderão ser contemplados com ações do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) voltadas para capacitação profissional, conforme proposta apresentada ao seu diretor regional, José Ahirton Lopes, pela vereadora Bárbara Soeiro. A iniciativa, segundo a vereadora, promoverá a capacitação para as mulheres residentes desses bairros, para que possam se tornar autônomas, buscando sua própria fonte de renda no mercado de trabalho. 

Na solenidade de premiação das melhores experiências em
estágio por meio de convênio com o Instituto Euvaldo Lodi,
o presidente da Fiema (E), Edilson Baldez, com o presidente da
Gasmar, empresa vencedora
Estágio - As instituições de ensino Pitágoras e o Centro de Ensino Médio e Profissionalizante do Maranhão (CEMP-MA), o estagiário da Marcondes Serra Costa Júnior (Gasmar) e a Empresa Maranhense de Gás (Gasmar) foram os agraciados com o primeiro lugar nas categorias Educação, Estagiário Destaque e Empresa Destaque do Iel Estágio. 

Serviços - O setor de Serviços é o que mais tem contribuído para a geração de empregos no Maranhão. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados quinta-feira (17), dos 9.418 postos de trabalho mantidos nos nove primeiros meses deste ano no estado, 7.260 são dessas empresas, que contratou no período 49.545 e demitiu 42.285. Já o comércio aparece com o pior desempenho, com 385 postos de trabalho desativados, resultado de 34.245 contratações e 34.630 demissões. 

Estágio - As inscrições ao Programa de Estágio 2020 da Vale podem ser feitos até esta segunda-feira (21) no site www.vale.com/estagio. São mil vagas para o Brasil, sendo 125 delas para o Maranhão, distribuídas entre os municípios de São Luís, Santa Inês e Açailândia. O programa oferece ao estudante a oportunidade de conhecer e participar dos desafios de uma empresa global. Os estagiários vivenciam o dia a dia da profissão por meio de experiências práticas, participando ativamente da rotina, dos processos e dos projetos da empresa.

Um comentário:

João disse...

Aquiles, seria interessante o SESC adquirir aquele prédio na Rua Silva Maia, onde funcionou o IBGE e hoje se encontra abandonado, em frente ao SESC Deodoro.