6 de out. de 2019

Sondagem da Federação das Indústrias mostra que desempenho do setor industrial teve retração em agosto

GIRO ECONÔMICO

A Sondagem Industrial, elaborada pela Federação das Indústrias (Fiema), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), indica que no mês de agosto registrou significativa retração na atividade de 6,1 pontos, interrompendo a leve recuperação do mês anterior. O volume de empregados, consequentemente, apresentou uma redução de 6,2 pontos e, seguindo os indicadores de queda, a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) ficou em 42,8%, reduzindo-se 4,4% em relação a julho, reforçando um cenário de desaquecimento na indústria. 

Nesse sentido, o nível de estoque de produtos aumentou em 9,4 pontos, totalizando 59,4. Apesar dos indicadores negativos na atividade industrial, as expectativas do setor maranhense para os próximos seis meses se mantém otimistas. De acordo com a pesquisa, no que diz respeito à demanda, cresceu 6,2 pontos e, em relação à evolução do número de empregados, cresceu 3,4 pontos. Os empresários, no entanto, esperam manter o nível de compras de matérias-primas, nas admitem a expansão dos exportados.

Participaram da pesquisa indústrias de alimento, vestuário, couros, derivados do petróleo, biocombustíveis, química, limpeza e perfumaria, plásticos, minerais não metálicos, metalurgia, produtos de metal, veículos automotores, móveis, manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos. 

Gastronomia - O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) participa, de 08 a 11 deste mês, da Semana de Gastronomia Regional a ser realizada em Brasília (DF). O evento é uma iniciativa do Departamento Nacional do Senac, que a cada mês convida um estado para divulgar seus pratos na capital federal. Nos quatro dias, serão servidos diversos pratos da gastronomia local, tendo em suas composições ingredientes como camarão, bacuri, cupuaçu, caranguejo, juçara, coco babaçu, farinha de mandioca, entre outros. 

Na comemoração dos 30 anos da promulgação da Constituição Estadual
do Maranhão, o procurador-geral de Justiça do Estado, Luiz Gonzaga
Coelho, e o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto
Comércio - A Federação do Comércio de Bens (Fecomércio) orienta os empresários que no dia 12 de outubro, feriado de Nossa Senhora Aparecida, as lojas do comércio de rua em São Luís poderão abrir das 08h às 14 horas e as de shopping centers, das 14h às 20h, mediante o pagamento aos trabalhadores de 100% sobre o valor da hora normal trabalhada e mais gratificação de R$ 50,00 ao final do dia. Além disso, as empresas deverão recolher em favor do Sindicato dos Empregados R$ 5,00 por empregado. 

Capacitação - O Instituto Euvaldo Lodi (IEL), órgão vinculado ao Sistema Federal das Indústrias (Fiema), está oferecendo diversos cursos de aperfeiçoamentos em gestão para profissionais de diferentes áreas do mercado. Em São Luís, a instituição oferta em outubro, cursos de Retenção Tributária na Fonte do IPRF/PIS-PASEP/CSLL/INSS/ISS nos contratos de prestação de serviço, Planejamento financeiro e orçamento empresarial, além da oficina ABNT NBR ISSO 100002:2005 - Diretrizes para o tratamento de reclamações nas organizações. 

Supermercados - As vendas nos supermercados registraram, de janeiro a agosto, 3,39% de crescimento real, de acordo com o índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), divulgado sexta-feira (04). Este é o melhor resultado acumulado no período desde 2014. Em agosto, as vendas reais registraram alta de 4,25% na comparação com julho e crescimento de 7,10% em relação ao mesmo mês de 2018. Impactaram os números, o crédito a pessoa física, inflação estável e queda nos juros.

Nenhum comentário: