21 de nov. de 2019

Oito empresas participam, quarta-feira, da eleição ao título de melhor do ano na Associação Comercial

Resultado de imagem para restaurante feijao de corda
Feijão de Corda é um dos concorrentes à premiação deste ano
GIRO ECONÔMICO

A Associação Comercial do Maranhão realiza na próxima quarta-feira (27) a eleição das empresas do ano. Concorrem, na categoria Micro e Pequena Empresa, a Dinâmica Contabilidade, o Restaurante Feijão de Corda e a Clínica Personnalité; na categoria Média Empresa, Fonmart Tecnologia, Ceape e Revest; e na categoria grande empresa concorrem Centro Elétrico e o Blue Tree São Luís Hotel. Até o dia da eleição, as empresas finalistas poderão realizar campanhas para a sensibilização dos associados que irão votar. 

De acordo com o presidente da ACM, Felipe Mussalém, poderão ser criadas campanhas de marketing pelas empresas que concorrem, assim como o contato com os associados da entidade. “Agora cada empresa poderá realizar sua mobilização em busca de votos para o dia da eleição”, destacou.

No dia da eleição não será permitida a propaganda de boca de urna dentro da ACM e nem nas imediações da Praça Benedito Leite. A solenidade de entrega da premiação será realizada no primeiro trimestre de 2020. 

Agronegócio - O incremento do Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário este ano e no próximo foi revisto para cima pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A previsão anterior era de crescimento de 0,5% em 2019 e a nova projeção marca 1,4%. No caso de 2020, a projeção de crescimento vai de 3,2% a 3,7%, conforme o prognóstico de safra. Todos os percentuais estão acima do que é esperado para o conjunto da economia. Segundo o Ipea, em 2019 o PIB nacional deverá ter alta de 1%. 

Simpatia - Numa entrevista exclusiva à revista Maranhão Hoje de outubro, que deve chegar às bancas neste fim de semana, o empresário Felipe Mussalém, ao avaliar os três anos em que esteve à frente da Associação Comercial do Maranhão, diz que o exercício da presidência da entidade foi um grande aprendizado. Sobre o que considera o maior legado da sua gestão, relata que sente orgulho ao perceber que o tradicional órgão de representação do empresariado está mais simpático aos olhos da sociedade maranhense. 

O deputado federal Eduardo Braide, durante a visita que fez à Expo
Indústria, esteve no estande do Senac, onde recebeu do corpo técnico do
órgão informações sobre formação profissional, culinária
e outros serviços do órgão
Liquigás - A Petrobras anunciou, terça-feira (19), a assinatura da venda da totalidade de suas ações da Liquigás Distribuidora para as empresas Copagaz e Nacional Gás Butano. O valor da venda é de R$ 3,7 bilhões. Como parte da estruturação da operação, será realizado investimento acionário minoritário por parte da Itaúsa na Copagaz. 

Embaixador - O embaixador do Grão-Ducado de Luxemburgo no Brasil, Carlo Krieger, esteve em São Luís, segunda-feira (18), onde esteve reunidos com autoridades do governo e lideranças empresariais a fim de estreitar relações de maranhenses com seu país. O embaixador foi recepcionado também pelo reitor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Gustavo Pereira. Para o presidente da Fiema, Edilson Baldez, “o encontro serviu para estreitar relações e avaliar as possibilidades de diálogos nas áreas industrial, de internet e de infraestrutura”. 

Bolsa Família - Com mais de 927,7 mil beneficiários, o Maranhão é o terceiro estado que mais recebe dinheiro do Bolsa Família, segundo relatório do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). A soma ultrapassa os R$ 201,2 milhões, atrás apenas de Bahia (R$ 332 milhões), São Paulo (R$ 240,1 milhões) e Pernambuco (R$ 210 milhões). O pagamento do benefício deste mês começou segunda-feira (18) e vai até o dia 30. Ao todo, serão transferidos R$ 2,5 bilhões às famílias brasileiras aptas a receber o benefício.

Nenhum comentário: