10 de dez. de 2019

Conab divulga lista de produtos da agricultura familiar com direito a bônus do Programa de Garantia de Preços

GIRO ECONÔMICO

A lista com os 16 produtos agrícolas com direito ao bônus de descontos do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) já pode ser consultada pelos agricultores e extrativistas que utilizam o crédito rural. O cálculo é feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e vale a partir desta terça-feira (10) até janeiro próximo (9), com preços baseados no mês de novembro. 

Os produtos com direito ao maior bônus do PGPAF são a banana de Pernambuco (53,62%) e da Paraíba (42,59%), o babaçu do Maranhão (50,33%) e o tomate de Sergipe (47,92%) e do Piauí (37,50%). 

O motivo deste elevado percentual deve-se, no caso da banana, à grande oferta de produtos de outros estados nordestinos, especialmente da Bahia, repercutindo na queda do preço. Já o tomate cresceu a oferta com uma maior produtividade do cultivo sergipano.

Outros produtos de destaque no programa são a mandioca de Alagoas e Espírito Santo e o mel do Piauí, com mais de 45% de bônus, e o feijão caupi do Tocantins, com quase 40%. A cebola produzida em Santa Catarina foi classificada para receber 6,76% de bônus. 

Crediamigo - O programa de microcrédito urbano do Banco do Nordeste, o Crediamigo, alcançou, em novembro, a marca inédita de R$ 9 bilhões em empréstimos realizados em 2019, com quase 4 milhões de operações. Na comparação com igual período do ano passado, os resultados representam crescimento de 16,93% em valores e de 7,71% em número de contratações. De acordo com o presidente do BNB, Romildo Carneiro Rolim, a performance supera o desempenho de todo o ano do ano passado. 

Restituição - Com a proposta de aproximar industriais e contadores, a Federação das Indústrias (Fiema) realizou, semana passada, por meio do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA), gerenciado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que estimula a capacitação no setor industrial, resultando em empresas e profissionais mais eficientes e estruturados para desenvolver suas atividades. O tema debatido foi “Bloco K – Registro e Controle da Produção e Estoques”, ministrado por Niveson Garcia, consultor da CNI. 

O advogado Natalino Bezerra, do Procon de Imperatriz, com
instrutores do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac)
após palestrantes a alunos sobre os desafios que vão enfrentar quando
iniciarem uma atividade autônoma
Pesquisas - Há muito não se via um instituto de pesquisa com tanta disposição de avaliar governo quanto o Datafolha, que, somente este ano, já avaliou em mais de quatro vezes a administração de Jair Bolsonaro, enquanto até 2018 os levantamentos eram, no máximo, semestrais. 

Turismo - As agências de viagem estão otimistas em relação ao crescimento do setor para os próximos seis meses, segundo pesquisa do Ministério do Turismo com 1.917 agentes de todo o país, em setembro de 2019. O leventamento mostrou que 50,6% confirmaram a pretensão de estabilidade no número de empregados, ou seja, metade não tem previsão de diminuir o quadro de funcionários até março de 2020. A Sondagem também identificou que 52,4% preveem aumento na demanda de serviços ofertados pelas agências. 

Construção - A análise do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil no terceiro trimestre desta ano indica um crescimento de 1,2% da economia brasileira em relação ao mesmo trimestre de 2018. Nesta base de comparação, a construção civil foi o setor que registrou o maior incremento, com 4,4% – a segunda alta da atividade após cinco anos consecutivos de queda. Conforme os dados, o resultado da construção civil foi puxado pela construção imobiliária.

Nenhum comentário: