14 de dez. de 2019

Nome preferido do MDB para disputar Prefeitura de São Luís está desimpedido para se candidatar: Kátia Bogea


Preferida de João Alberto e outros dirigentes do MDB no Maranhão (até o surgimento da hipótese de Roseana Sarney) para disputar a Prefeitura de São Luís em 2020, Kátia Bogea agora está desimpedida para assumir uma candidatura depois de ter sido exonerada da presidência do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O vínculo com o órgão federal,  porém, não era o único empecilho para concretização desse projeto, pois é preciso também convencê-la a entrar na disputa.

Em julho deste ano, quando anunciou as obras de requalificação das praças Deodoro e Largo do Carmo e da Rua de Nazaré, além da construção da Praça das Mercês, no bairro do Desterro (todas na capital), Kátia foi categórica ao dizer que não tem nenhuma pretensão na política partidária. "Sou servidora pública", acentuou.

Para os que defendem sua candidatura, a ex-presidente do Iphan já mostrou que tem capacidade administrativa e gosta da cidade, sendo exemplo disso as obras de requalificação das praças Deodoro, Patheon e Pedro II, Rua Grande e outras. Recentemente, ela conseguiu, junto à Unesco, o reconhecimento do Bumba meu boi do Maranhão como patrimônio cultural da humanidade. É muito, comparando-se com os currículos de outros pretendentes ao cargo de sucessor de Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Tem mais: Kátia Bogea reune as qualidades que o eleitor vem exigindo dos candidatos: ficha limpa, não ser político tradicional e ter capacidade administrativa comprovada. Somente ela, porém, poderá dizer se o MDB pode anunciar seu nome, e o partido também precisa de dizer se isto já é agenda do passado ou se ela ainda está nos planos da legenda.

Nenhum comentário: