30 de dez. de 2019

PCdoB adota as cores verde e amarelo e a mulher de Bolsonaro veste vermelho, a cor preferida da esquerda

Vez por outra a classe política e os veículos de comunicação se esforçam para perturbar mais ainda as mentes dos brasileiros. Na noite de 24 de dezembro, por exemplo, o presidente Jair Bolsonaro, um dos maiores defensores das cores verde e amarelo, apareceu em cadeia de televisão para sua mensagem de Natal aos brasileiros, ao lado da primeira-dama, Michelle, que chamou atenção por preencher um trecho do discurso presidencial e estar vestida de blusa vermelha, a cor mais detestada pelo presidente por representar os partidos que mais lhe fazem oposição: PT, PCdoB, PSTU e outros.

Muita gente estranhou o fato de a mulher do presidente optar por esta cor, embora não esteja patenteada à esquerda, mas estranho mesmo foi a mudança de postura do PCdoB, que para se tornar mais simpático aos brasileiros decidiu criar o Movimento 65, com o qual tirará de suas propagandas a palavra comunista e troca o vermelho pelo verdade amarelo.

O papel de camaleão dos políticos foi um dos temas mais debatidos na penúltima semana de 2019. Vem mais por aí em 2020.


Nenhum comentário: