4 de abr. de 2020

Hospital São Domingos tem dez pacientes internados e oito isolados em casa com teste confirmado para Covid-19


Entre suspeitos e pessoas com testes já confirmados para Covid-19, o Hospital São Domingos tem hoje 21 pacientes nestas condições, segundo boletim divulgado na tarde deste sábado (04). A boa notícia, é que de todos os pacientes que passaram por esta unidade de saúde, 33 tiveram suas suspeitas descartadas.

Ainda de acordo com o HSD, são 11 pacientes internados com suspeita e 10 já confirmados. Há ainda três pacientes com suspeitas de infecção que estão em casa aguardando resultado dos exames. Constam também oito pacientes que tiveram teste confirmado e que estão em isolamento domiciliar.

O Hospital São Domingos é o maior empreendimento privado de saúde do Maranhão e montou uma grande estrutura para atender casos de coronavírus, conforme informação de sua diretora Gláucia Palácio.



Pesquisa revela que saúde, desemprego e falência são as principais preocupações com os efeitos do coronavírus

EUA estudam suspender chegada de voos da China devido a surto de ...
GIRO ECONÔMICO 

O que mais preocupa os brasileiros no período de pandemia é o colapso no sistema brasileiro de saúde, mencionado por 52% dos entrevistados. “A preocupação com algo que afeta o coletivo vem em primeiro lugar, antes do que reflete individualmente”, destaca Gabriela. Muito mencionados também são o temor pelo aumento do desemprego (50%) e uma eventual recessão econômica (43%), bem como a possível quebra de empresas (41%). Um ponto fora da curva nessa questão é o medo do desabastecimento: a paralisação na fabricação de produtos (6%) e a redução de oferta de produtos (6%) aflige pouco as pessoas.

Leia mais
Na crise do coronavírus, mulheres se preocupam mais com saúde e homens com falência

Quando os grupos são separados por gênero, percebe-se uma diferença grande nas preocupações de homens e mulheres em alguns pontos. É possível identificar que as mulheres pensam um pouco mais na saúde enquanto homens pensam mais nas questões financeiras. Por exemplo, o colapso na saúde foi citado por 58% das mulheres e por 47% dos homens, já a falência das empresas foi lembrada por 39% e 43%, respectivamente.

Foram ouvidas 1.065 pessoas entre 18 e 21 de março pela Demanda Pesquisa e Desenvolvimento de Marketing e o estudo tem nível de confiabilidade de 95% e margem de erro de 3%.

Redução do Sistema S - Diante da grave crise causada pela pandemia do Covid-19 na saúde pública e na economia do país, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e as federações estaduais da indústria decidiram concordar com a aprovação, pelo Congresso Nacional, da Medida Provisória 932/2020. O texto estabelece redução de 50%, durante os próximos três meses, nas contribuições destinadas às instituições do Sistema S, que incluem o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o que pode inviabilizar as ações desse órgão.

Leia mais
Corte nas contribuições do Sistema S inviabiliza ações do Sesi e do Senai, segundo alerta da CNI

Gastos com Covid-19 - Dos cerca de R$ 700 bilhões destinados pelo governo para o enfrentamento à pandemia de coronavírus, R$ 224,6 bilhões corresponderão a custos efetivos para os cofres federais por envolverem aumento de gastos e redução de tributos. Em comparação ao Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos), o montante efetivo chega a 2,97%. A quantia elevará o déficit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) e das estatais federais para R$ 419,2 bilhões em 2020. 

CELIA JORGE DINO COSSETTI - YouTube
Célia Dino é uma das coordenadoras do Covid Maranhão, grupo que vai
distribuir máscaras para diagnosticados com HIV, câncer e tuberculose a
 fim de se prevenirem do coronavírus. Com ela também Lucely Murad e
Tatiana Bandeira
Apoio aos informais - O grupo Covid Maranhão, que vai distribuir mais de 10 mil máscaras para proteção contra coronavírus decidiu socorrer também os trabalhadores informais que ficaram sem renda, de uma hora para outras, com o isolamento social, por vai distribuir a eles cestas básicas, a partir da próxima semana.

Leia mais
Voluntárias do grupo Covid Maranhão distribuem mais de dez mil máscaras contra coronavírus em São Luís

Gratuidade em voos - Para ajudar no combate da Covid-19, a companhia aérea Gol está oferecendo passagens aéreas gratuitas para todos os profissionais de saúde que precisam se deslocar para atuar no tratamento das pessoas afetadas pela doença, sendo necessário apenas pagamento da taxa de embarque. A ação tem como objetivo de valorizar a competência e bravura dessa categoria, viabilizando o combate à doença. Segue, abaixo, como sugestão de pauta.

Conta comigo - O Programa O Brasil Conta Comigo, uma iniciativa federal coordenada pelos ministérios da Saúde e Educação, está com inscrições abertas para estudantes da área de saúde para ajudar no combate ao Covid-19, o novo coronavírus. Estudantes interessados devem preencher a “Ficha do Aluno” disponibilizada nesta quinta-feira (02), no site http://sgtes.unasus.gov.br/apoiasus/ . Após a candidatura, o aluno que for convocado através do e-mail deverá se apresentar no estabelecimento de saúde indicado em até 48 horas.

Leia mais
O programa “O Brasil Conta Comigo” abre inscrições para estudantes de Saúde

PERGUNTAR NÃO OFENDE

E se fosse feita uma pesquisa comparando as ações contra o coronavírus do secretário de Saúde, Carlos Lula, e do governador Flávio Dino, quem se sairia melhor?

Ao comentar pesquisa do Datafolha, Henrique Mandetta diz que mãos que o afagam hoje vão apedrejá-lo amanhã

Mandetta diz que vai faltar | Uma visão popular do Brasil e do mundoPor mais que tenha sido provocado pelos jornalistas, na coletiva desta sexta-feira (03), o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, não acirrou os ânimos na relação entre ele e o presidente Jair Bolsonaro, que na quinta-feira (02), numa entrevista à Rádio Jovem Pan, admitiu que os dois estão se "bicando" e cobrou mais humildade do auxiliar.

Mandetta também não se envaideceu com os números da pesquisa realizada pelo Datafolha, divulgada nesta sexta, em que aparece com uma avaliação três vezes maior que a do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o ministro, as mesmas mãos que hoje o estão afagando vão apedrejá-lo amanhã, quando a pandemia passar, pois vão aparecer os que acham que deveriam ter sido investido mais numa área do que em outra, quando as mortes forem contadas, ou seja, quando os políticos voltarem a ser políticos e a população passar a agir mais para satisfazer os desejos e interesses dos seus líderes.

Para Dráuzio Varela, Brasil pagará alto preço por construir estádios para a Copa de 2014 e investir menos em saúde

Drauzio Varella, o doutor tranquilo e favorável (e escritor e ...Ao participar nesta sexta-feira (03) de um debate sobre coronavírus realizado pelo UOL, o médico Drauzio Varela, que em janeiro chegou a anunciar o coronavírus como uma gripezinha, fez duras críticas à opção dos governos petistas em trazer para o Brasil grande eventos esportivos, como Pan Americano, Copa do Mundo e Olimpíada, que geraram gastos enormes, deixando de lado o que seria o essencial: infraestrutura e o sistema de saúde. 

"Vamos pagar o preço de termos construído estádios na Copa (do Mundo de 2014) que hoje estão sendo transformados em hospitais. Não sabemos como a epidemia vai se disseminar em um país com essa desigualdade social. Sabemos o que está acontecendo em países ricos. No Brasil, não, agora que nós vamos saber. E pode ser terrível". Para ele, não há previsões para que a população retome a rotina anterior à pandemia.

O médico chegou a fazer uma autocrítica pela posição anterior à pandemia. "Tínhamos visão benigna da epidemia, mas estamos numa situação de guerra. Esquece a vida normal, ela não vai existir por muito tempo. Não vai ser normal porque não poderá ser...."

(Com dados do UOL e imagem do El País)

3 de abr. de 2020

PERGUNTAR NÃO OFENDE

Com o comércio proibido de funcionar, onde você vai comprar tecido para fazer máscara caseira de proteção ao coranavirus?


Leia mais
Saiba como fazer a sua própria máscara para se proteger do coronavirus

FHC diz que Lula matou a esquerda para reinar sozinho, porém "não é mais um nome viável para ser presidente"

Votei nos candidatos do PSDB, diz FHCEm entrevista ao UOL nesta sexta-feira (03), o ex-presidente Fernando Henrique (PSDB) disse que o também ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) matou a esquerda, ficou sozinho, mas está sem forças para voltar ao poder.

Segundo ele, Lula "não é mais um nome viável para ganhar uma eleição presidencial", pois os casos de corrupção que o envolvem minaram o que ele representava para parte do eleitorado. 

"Eu conheci o Lula tosco, hoje ele não é mais tosco. Ele aprendeu. Mas o Lula passou. O que ele representava, não representa mais. Lula está livre, e agora o que ele fala? Ele ataca o Bolsonaro, mas não é isso que o Brasil quer. (se for candidato) Ele vai perder, pois há um antipetismo muito forte", disse. FHC.

Ainda de acordo com o ex-presidente tucano, "O que o Lula representou não representa mais. Ele é acusado por fatos. Pode haver um sentimento antipetista no julgamento? Pode. Mas isso não afeta os fatos concretos".

Após Mandetta sugerir uso de máscaras artesanais, maranhenses correm às lojas de tecido para fazer as suas

Um dia após o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ter orientado as pessoas a recorrerem a máscaras artesanais para evitarem a transmissão do Covid-19, causador do coronavírus, milhares de pessoas foram às ruas nesta sexta-feira (03) em busca de um estabelecimento comercial onde pudessem comprar tecido a fim de confeccionar o seu protetor.

Não foi fácil, pois, afinal de contas, com as lojas proibidas de funcionar, poucas estavam disponíveis para atender esses clientes, e ainda assim porque estavam incorrendo em ilegalidade, mas Maranhão Hoje flagrou, na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no bairro da Cohab-Anil, uma loja onde dezenas de pessoas se concentravam à sua porta, já que a entrada estava sendo controlada a fim de evitar aglomeração.

É a corrida do povo contra o vírus que está apavorado o mundo.

2 de abr. de 2020

Ao falar do risco de inviabilização de Sesi e Senai, Edilson Baldez lembra como órgãos ajudam combater coronavírus

GIRO ECONÔMICO

Ao repercutir o alerta da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) sobre os riscos de inviabilização dos serviços prestados pelo Sesi e pelo Senai com a redução da contribuição pelas empresas ao Sistema S, o presidente da Federação das Indústrias (Fiema), Edilson Baldez, chama atenção para o fato de que, nos últimos meses, os dois órgãos têm realizado no Maranhão diversas ações voltadas para o combate ao coronavírus e ao fortalecimento da economia e a geração de empregos.

O Sesi, por exemplo, disponibilizou ao Governo do Estado toda sua estrutura de unidades fixas e móveis para a campanha de vacinação do H1N1 e o Senai está produzindo máscaras para destinar a médicos e técnicos que atuam na área de saúde, em apoio ao combate do coronavírus,

Leia mais
“Grande parte do importante trabalho desenvolvido pelas duas entidades terá que ser descontinuada, principalmente os serviços de saúde e educação – exatamente aqueles que a sociedade mais precisa neste momento de crise”, lamenta Baldez.

Abertura de lotéricas - A Advocacia-Geral da União (AGU) confirmou, junto ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), a validade de decreto editado pelo presidente Jair Bolsonaro que classificou igrejas, templos religiosos e casas lotéricas como serviços essenciais durante a pandemia da Covid-19. A pedido da Procuradoria-Regional da União da 2ª Região, o presidente do tribunal, desembargador Reis Friede, suspendeu os efeitos de uma liminar concedida semana passada pela 1ª Vara Federal de Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense, que impedia a classificação dos locais como essenciais. No pedido para que a liminar fosse suspensa, os advogados da AGU sustentaram que o fechamento das casas lotéricas limitaria o acesso de milhares de brasileiros a serviços bancários básicos.

Receita em queda - A arrecadação das receitas federais, que chegou a registrar recorde em janeiro, apresentou queda em fevereiro, totalizando R$ 116,430 bilhões, com queda real (descontada a inflação) de 2,71%, na comparação com o mesmo mês de 2019. Esse foi o menor resultado para o mês desde 2018, quando chegou a R$ 113,586 bilhões, em valores corrigidos pela inflação. As receitas administradas pela Receita Federal, como impostos e contribuições federais, chegaram a R$ 112,141 bilhões, resultando em queda real de 4,55%. Já as receitas administradas por outros órgãos, principalmente royalties do petróleo, totalizaram R$ 4,289 bilhões, com expansão de 95,95%.

Suspensão de aulas presenciais e isolamento por causa do coronavírus
 fortalecem ensino à distância. Saiba mais como encontrar um curso
que atende as suas expectativas em Maranhão Hoje
Juntas comerciais - Fruto de parceria entre o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - ITI e o Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração – DREI, as Juntas Comerciais poderão emitir Certidões Simplificadas em formato PDF assinadas digitalmente com certificado no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. As certidões também poderão ser emitidas em formato de Certificado de Atributo conforme regulamentado pela Infraestrutura. A inovação foi publicada na Instrução Normativa nº 78 do DREI, na edição do dia 2 de abril do Diário Oficial da União.

Isolamento social - No artigo "O Maranhão tem liderança", em que defende as ações do governador Flávio Dino para manter o isolamento social, o vice-governador Carlos Brandão diz como vem administração esta questão em casa. "Eu, particularmente, mantenho, em Brasília, minha esposa e meus filhos; e, em São Luís, dona Heloísa (minha mãe, que faz parte do grupo de risco), em completa segurança. Desfrutaremos de momentos mais tranquilos em breve. E, assim, esperamos que todos ajam, conforme preconiza a Organização Mundial da Saúde (OMS) e os principais especialistas sanitários do mundo", diz ele.

Leia mais
O Maranhão tem liderança


Capacitação de turismo  - O Ministério do Turismo selecionou alguns cursos online de marketing e inteligência, que podem ser usados nos negócios relacionados ao turismo como agências de viagem, meios de hospedagem, restaurantes, etc para esse período de isolamento social. O curso de Gestor de Turismo, por exemplo, abrange assuntos como planejamento, elaboração de projetos, programas e ações, negociação, inovação e empreendedorismo. A capacitação, que já tem mais de 16 mil inscritos até agora, é gratuita e o aluno acessa videoaulas e atividades por meio de qualquer dispositivo com acesso à internet, como smartphones, tablets ou computadores. Clique AQUI para iniciar o curso.

Brasil chega a mais de 6,8 mil casos confirmados para coronavírus e número de mortes atinge a marca de 299

Bats most likely the origin of deadly coronavirus in ChinaO número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no país subiu de 6.836 para 7.910 entre quarta (1º) e esta quinta-feira (02), conforme atualização do Ministério da Saúde. O número de mortes passou de 240 para 299. O índice de letalidade subiu de 3,5% para 3,8%.

As mortes ocorreram em São Paulo (188), Rio de Janeiro (41), Ceará (20), Pernambuco (9), Piauí (4), Rio Grande do Sul (5), Paraná (4), Amazonas (3), Distrito Federal (4), Minas Gerais (4), Bahia (3), Santa Catarina (2), Rio Grande do Norte (2), Sergipe (2), Alagoas (1), Maranhão (1), Mato Grosso do Sul (1), Pará (1), Espírito Santo (1), Goiás (1), Paraíba (1) e Rondônia (1). 

Como vem ocorrendo diariamente, o governo atualiza, em coletiva no Palácio do Planalto, os dados do avanço da doença no país. Participam os ministros da Casa Civil, Walter Braga Netto; da Saúde, Luiz Henrique Mandetta; da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves; e do Turismo, Álvaro Antônio.

Acompanhe a cobertura sobre coronavírus em Maranhão Hoje.

Carlos Brandão diz que liderança exercida por Flávio Dino fará com que o Maranhão supere a crise do coronavírus

Brandão é o candidato natural para sucessão estadual, diz Flávio ...Em artigo intitulado O Maranhão tem liderança, publicado originalmente no Jornal Pequeno desta quinta-feira (02), o vice-governador Carlos Brandão (PRB) manifesta confiança na superação da crise ora atravessado pelo mundo por conta da pandemia do coronavírus, e no Maranhão isto vai ser creditado ao governador Flávio Dino (PCdoB), que, segundo ele, mais uma vez, revela poder de liderança ao manter a unidade de sua equipe e da classe política e a adesão da sociedade para que o estado siga com o isolamento social, que é a melhor arma para conter a propagação do vírus.

Brandão diz que mantém a esposa e os filhos em Brasília e, em São Luís, a mãe, todos em completa segurança. "Desfrutaremos de momentos mais tranquilos em breve. E, assim, esperamos que todos ajam, conforme preconiza a Organização Mundial da Saúde (OMS) e os principais especialistas sanitários do mundo".

Sobre a determinação de Flávio Dino de seguir as recomendações da OMS contra o coronavírus, o vice-governador diz que "o pulso firme do governador, a forma como mantém sua equipe sempre perto, coesa, motivada e a população informada, tem confirmado, ao Brasil, a máxima de que as crises forjam líderes", acrescenta. Ainda de acordo com Brandão, "Flávio tem demonstrado resiliência, criatividade e, sobretudo, proatividade" no enfrentamento da pandemia.

Leia o artigo na íntegra aqui.

PERGUNTAR NÃO OFENDE

Alguém pode responder o que o Governo do Estado faz com o dinheiro do Fundo de Combate à Pobreza, que é alimentado por 2% das vendas de gasolina, cerveja, perfume, uísque, jet ski, carro de luxo, agrotóxico e diversos outros produtos?

Ao comentar elogios do ex-presidente petista Lula, tucano João Doria diz que "vírus não escolhe ideologia"

Mídia de cabeçalho
Ao comentar os elogios do ex-presidente Lula aos governadores e prefeitos que vêm combatendo o coronavírus, em que é destacado pela determinação como tem enfrentando essa crise, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que 'agora não é hora de expor discordâncias'., embora todos os dias, em suas coletivas para aparesentar balanço de suas ações, sempre encontre algo para discordar do presidente Jair Bolsonaro e assim delimitar terreno.

Segundo Doria, "vírus não escolhe ideologia".

O comentário do petista foi recebido com surpresa, já que ele não fez nenhuma menção às ações dos governadores mais alinhados, como os do Nordeste, região onde quatro estados são governados pelo PT e os outros cinco por aliados, o que demonstra ter o governador paulista ter se colocado como principal ponto

João Doria
@jdoriajrTemos muitas diferenças. Mas agora não é hora de expor discordâncias. O vírus não escolhe ideologia nem partidos. O momento é de foco, serenidade e trabalho para ajudar a salvar o Brasil e os brasileiros.


Jair Bolsonaro nega que tenha mudado posição sobre isolamento social "como sugere determinada emissora"

Antes do pronunciamento, Bolsonaro foi às ruas de cidades satélites do DF
O presidente Jair Bolsonaro usou conta no Twitter na noite desta quarta-feira (1º) para negar que tenha mudado sua posição em relação ao isolamento horizontal da sociedade para combater o coronavírus, "como sugere determinada emissora", numa referência indireta à Rede Globo.

Noutra postagem, o presidente diz que desde o início da crise provocada pelo Covid-19 está reforçando o Sistema de Saúde e dando "total apoio aos estados e municípios".

Leia as postagens do presidente:

Não há mudança de tom quando se fala em salvar vidas após alertar sobre histeria, como sugere determinada emissora. Ela sabe que ambos são problemas COEXISTENTES e que precisam ser combatidos pelo bem estar do Brasil, mas prefere tentar enganar a população.
Estamos, desde o início, reforçando nosso sistema de saúde e dando TOTAL apoio aos estados e municípios do Brasil para salvar vidas e proteger empregos, ao mesmo tempo em que combatemos o pânico disseminado por todo país com grande contribuição de parte da imprensa.

1 de abr. de 2020

Número de casos de covid-19 no Brasil chega a 6.836 e mortes somam 240, segundo dados do Ministério da Saúde

Forças Armadas promovem ação de desinfecção no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), uma das medidas adotadas para prevenir a contaminação pelo novo coronavírusO número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no país subiu para 6.836 nesta quarta-feira (1°), de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde. O número de mortes por covid-19 chegou a 240 e o índice de letalidade ficou em 3,5%.

Até esta terça-feira (31 de março), o país contabilizava 201 óbitos e 5.717 casos confirmados da doença. Os novos casos somaram 1.119, um pouco menos do que os 1.138 novos no balanço ontem.

As mortes estão assim distribuídas pelos estados brasileiros: São Paulo (164), Rio de Janeiro (28), Ceará (8), Pernambuco (8), Piauí (4), Rio Grande do Sul (4), Paraná (3), Amazonas (3), Distrito Federal (3), Minas Gerais (3), Bahia (2), Santa Catarina (2), Rio Grande do Norte (2), Alagoas (1), Maranhão (1), Mato Grosso do Sul (1), Goiás (1), Paraíba (1) e Rondônia (1).

Alunos e professores do Senai produzem máscaras para profissionais de saúde que combatem o coronaviírus

GIRO ECONÔMICO

Instrutores e técnicos dos Centros de Educação Profissional e Tecnológica do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em São Luís e Rosário, estão trabalhando voluntariamente na produção de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), principalmente máscaras para serem doados aos profissionais de saúde que estão na linha de frente de combate ao coronavírus. 

A fabricação das máscaras no Maranhão já totaliza 112 unidades encaminhadas para a Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secit) para atendimento a todos os protocolos de esterilização, antes da distribuição à Secretaria de Estado da Saúde. De acordo com os instrutores, o uso de impressora 3D leva cerca de 1 hora para produzir uma tiara para fixação e com mais trinta minutos, o conjunto da máscara está montado.

A iniciativa tem a participação da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Secti), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Instituto Federal de Ensino Tecnológico (IFMA) e Instituto de Ensino Tecnológico do Maranhão (IEMA), além de profissionais autônomos.

Dinheiro para Santa Casa - A transferência de R$ 2 bilhões da União para santas casas e hospitais sem fins lucrativos (filantrópicos) foi aprovada pelo Senado, terça-feira (31), recursos destinados a uma ação emergencial e coordenada no combate à pandemia do coronavírus. Por meio desse auxílio financeiro, hospitais filantrópicos poderão trabalhar de forma articulada com o Ministério da Saúde e os gestores estaduais e municipais do Sistema Único de Saúde (SUS) para oferecer mais serviços, principalmente leitos de terapia intensiva.

Contenção de despesa - A Assembleia Legislativa adotou medidas de contenção de gastos durante o período de suspensão das atividades na Casa, em razão do momento econômico causado pela pandemia do novo coronavírus. Com a economia, o Legislativo pretende colaborar com recursos para o combate à doença no estado. Ficam suspensas, por 60 dias, agenciamento de viagens, emissão, reserva, remarcação e cancelamento de passagens e serviços de buffet e de hotelaria, assim como de alimentação a convidados oficiais.

Mesmo com a suspensão das atividades presenciais do Senac, José
Ahirton Lopes mantém o órgão em funcionamento com a realização
de cursos à distância que têm sido muito demandados neste período
de isolamento social. No registro com o presidente da Federação
do Comércio, José Arteiro (D)
Venda de cerja - A Cervejaria Ambev pega carona na abertura dos estabelecimentos comerciais que estão no segmento considerado essencial para manter em funcionamento suas tentas em estacionamentos de supermercados para venda exclusiva de bebida alcoólica. Quem pode, pode.

Empregos na Saúde - Um levantamento feito a partir de dados oficiais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que a maioria das carreiras que estão mobilizadas no combate à disseminação do novo coronavírus e no atendimento a enfermos, vítimas da pandemia, sofreu queda real nos vencimentos em 2019. Salários de profissionais contratados ano passado como enfermeiros, biólogos, biomédicos, biotecnologistas, químicos e farmacêuticos perderam poder aquisitivo face a reajuste abaixo da inflação. 

Safra de milho - As precipitações de chuvas ocorridas em março favoreceram o desenvolvimento do milho segunda safra em praticamente todo o país, segundo Boletim de Monitoramento Agrícola disponibilizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O estudo aponta que a falta de chuvas em Santa Catarina (oeste) e no Rio Grande do Sul consolidaram a quebra de produtividade do milho primeira safra e da soja nesses estados. Já as anomalias foram observadas em Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e Paraná.

31 de mar. de 2020

Segundo Fundação Getúlio Vargas, confiança dos empresários da indústria registra maior queda desde 2008

La industria, en el centro del desarrollo | El Cronista
GIRO ECONÔMICO

O Índice de Confiança Empresarial (ICE), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 6,5 pontos de fevereiro para março deste ano. Foi a maior queda desde a recessão de 2008/2009. Com o resultado, o indicador chegou a 89,5 pontos, em uma escala de zero a 200, o menor nível desde setembro de 2017 (88,5 pontos). A média do primeiro trimestre deste ano fechou 1,1 ponto inferior à média do trimestre anterior. Em médias móveis trimestrais, o índice caiu 2,2 pontos e inverteu a tendência ascendente iniciada em agosto do ano passado.

Em março, o Índice da Situação Atual, que mede a confiança no momento presente, recuou 0,8 ponto e passou para 91,7. Já o Índice de Expectativas, que mede a opinião dos empresários sobre o futuro, caiu 14,9 pontos, a maior queda desde outubro de 2008, passando de 102,6, zona de neutralidade, para 87,7 pontos, área de pessimismo.

Segundo o pesquisador da FGV Rodolpho Tobler, a confiança do empresário brasileiro sofreu impacto significativo pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). Houve piora em todos os setores, especialmente no comércio (11,7 pontos) e nos serviços (11,6 pontos). A indústria caiu 3,9 pontos e a construção, 2 pontos.

Compra de artesanato - A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) lançou, nesta segunda-feira (30), o Programa Nosso Artesanato, com edital para selecionar artesãos que vão produzir peças para compor o kit promocional de divulgação do destino Maranhão em eventos e recepção aos visitantes do nosso Estado. As inscrições podem ser feitas até 14 de abril no site institucional da Setur. O governo vai adquirir 2 mil peças de 10 tipologias diferentes como cerâmica, azulejaria, bordado de aplicação, pulseiras com bordados de miçangas, souvenir em couro, biojoias de sementes típicas maranhenses, sacolas, rendas e produtos que utilizem a técnica reutilização/reciclagem com referências à cultura maranhense.

Quem pode, pode - Enquanto a maioria dos estabelecimentos de móveis e eletrodomésticos permanece fechada, cumprindo decreto do governador Flávio Dino (PCdoB) para não abrir as portas a fim de diminuir a circulação de pessoas e com isto evitar a proliferação do Covid-19, o Grupo Mateus pegou carona na permissão para funcionamento das empresas de alimentos e em todas as lojas onde há um Eletro Mateus anexo abriu as duas. Há casos em que a seção desses produtos está dentro da loja de supermercado ou atacarejo, mas em outras são independentes, mas ambas abrem. E ai.

Leia mais
Apesar do Governo do Estado não permitir funcionamento, lojas voltam abrir as portas


Fiscais do Procon caíram em campo nesta segunda-feira para verificar
se está havendo abuso por parte de comerciante na majoração de preços
Segurança sanitária - De acordo com alerta do Ministério da Saúde, quando o coronavírus estiver no ponto mais crítico, o Brasil estará enfrentando o pico de contaminação de duas outras doenças que há anos matam no Brasil, mas ninguém liga: dengue e Gripe A1N1. Alertar a população seria interessante, e uma das maneiras de sensibilizá-la seria mostrar os números desses óbitos, mas aí revelariam a deficiência do Estado no combate de outras doenças, enquanto para enfrentar Coronavírus até governador se dispõe a dar entrevistas todos os dias.

Espertos prontos para golpe - Mesmo aqueles que todos os dias se ocupam nas redes sociais de criticar os governos federal e estadual por não estarem dando a atenção que acham as mais apropriadas para enfrentar coronavírus estão prontos para entrar em ação quando começarem os cadastros dos que terão direito a uma renda de R$ 600. Vão colocar parentes que não têm renda, porém não informarão que isto se dá por opção, seja de esposa, filho etc, ou seja quem não teve renda interrompida. Resumindo, mais uma vez o pobre vai ficar esperando de os malandros usufruindo do dinheiro público.

Quem vai para o sacrifício - Não se pode brincar com coronavírus, é verdade, mas o isolamento social tem sido injusto para algumas pessoas, que precisam trabalhar enquanto quem está em home office pede para ficar em casa. Feirantes, garis, motoristas e cobradores de ônibus, porteiro de condomínio, frentista de postos de combustíveis, caixas de supermercados e tantos outros estão na linha de frente, numa boa, mesmo sabendo dos riscos. Estes são tão heróis quanto médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde todos os dias homenageados pela televisão.

Leia mais
Trabalhadores na linha de frente da luta contra Covid-19 protegem quem prega “fique em casa”

Hamilton Mourão usa sua conta no Twitter para exaltar papel das forças armadas na intervenção política de 1964

Hamilton Mourão – Wikipédia, a enciclopédia livreO vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), que é general da reserva do Exército Brasileiro, utilizou sua conta no Twitter nesta terça-feira (31), data em que se comemora, para muitos, a revolução, e para outros, o golpe militar de 1964, para exaltar o papel das Forças Armadas nesse episódio.

De acordo com a postagem, os militares enfrentaram "a desordem, a subversão e acorrupção" e "iniciaram as reformas que desenvolveram o Brasil".


Há 56 anos, as FA intervieram na política nacional para enfrentar a desordem, subversão e corrupção que abalavam as instituições e assustavam a população. Com a eleição do General Castello Branco, iniciaram-se as reformas que desenvolveram o Brasil.


Leia mais
Senadores pelo Maranhão divergem de Mourão, que elogiou militares pelo 31 de março

30 de mar. de 2020

Hospital São Domingos registra quatro casos confirmados de coronavírus: dois internados e dois isolados em casa

Em seu boletim diário divulgado na tarde desta segunda-feira (30), o Hospital São Domingos informou que  17 pacientes internados naquela unidade de saúde estão em situação de suspeita para coronavírus, sendo que dois internados estão confirmados, além de outros dois outros casos testados positivamente em isolamento domiciliar.

De acordo com o boletim, das pessoas atendidas pelo HSD, nove casos foram descartados e quatro pacientes com suspeitas tiveram alta.

Leia mais
Hospital São Domingos diz estar estruturado para assistir infectados pelo coronavírus


Segundo a diretora de Governança Clínica do HSD, Glaucia Palácio, o hospital está estruturado para enfrentar a pandemia.

“Diante dessa grande ameaça, o nosso objetivo é garantir a melhor e mais segura assistência a todos que necessitarem. E para isso, constantemente estamos adequando nossos fluxos, nossa estrutura física, de funcionamento e de protocolos, sempre de acordo com as regras do Ministério da Saúde, adotando também cuidados para garantir a segurança de nosso corpo clínico e colaboradores”, informa ela.

Governo nega autorização para funcionamento dos estabelecimentos comerciais por causa do coronavírus

Apesar da proibição do governo, em bairros da periferia de São Luís 
donos de lojas não resistiram começar à segunda semana com portas
fechadas e reabriram seus estabelecimentos nesta segunda-feira
GIRO ECONÔMICO

Em resposta ao ofício protocolado, sexta-feira (27), pelos presidentes das entidades que representam o setor empresarial para uma volta gradativa do funcionamento do comércio em São Luís, o secretário de Indústria e Comércio e Energia, Simplício Araújo, em comunicado publicado nesta segunda-feira (30), disse que nada muda, ou seja, prevalece a suspensão das atividades descriminadas no decreto 35.667 do governador Flávio Dino.

Diz o comunicado:

Em virtude de diversas consultas realizadas por estabelecimentos comerciais, a Secretaria de Industria, Comércio e Energia (Seinc) comunica que:
Devido à crise causada pela pandemia do COVID-19, continuam em vigor as restrições estabelecidas pelos decretos 35.667 e 35.668 que normatizam o funcionamento de segmentos comerciais no Maranhão.
A continuidade do isolamento é fundamental para diminuir a velocidade de contágio da doença.
O Governo do Maranhão continua aberto ao diálogo e recolhendo possíveis sugestões às atuais determinações.
Informações , conte com nosso plantão no WhatsApp : (098) 99241-4967.

São Luís, 29 de Março de 2020

Simplício Araújo
Secretário de Industria, Comércio e Energia do Maranhão
http://www.seinc.ma.gov.br/2020/03/comunicado/

Apesar do comunicado, diversos estabelecimentos em vários bairros da capital abriram, alguns disfarçando o atendimento.

Santa Rita - Que não se perca pela profissão de médico, mas o prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (Patriota), por pouco não furou o decreto do governador Flávio Dino (PCdoB), ao decretar, sexta-feira (27), a reabertura do comercio em seu município, o que deveria ocorrer já nesta segunda-feira (30), mas a medida foi barrada na Justiça. Numa das considerações para justificar o seu ato, o prefeito diz que Santa Rita não tem registro de nenhum caso confirmado de pessoa infectada pelo Covid-19, portanto o poder público municipal pode tomar medidas temporárias.

Inflação do aluguel - O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, teve inflação de 1,24% em março deste ano. Com a taxa, o índice acumula taxas de 1,69% no ano e de 6,81% em 12 meses, segundo dados divulgados hoje (30) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Em fevereiro, o IGP-M registrou deflação (queda de preços) de 0,04%. A alta da taxa foi puxada pelos preços no atacado, medidos pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo, que teve inflação de 1,76% em março ante uma deflação de 0,19% em fevereiro.

Lojistas entregam placa de agradecimento a ex-secretário de ...
Empresários do setor empresarial esperavam convencer o secretário de
Indústria e Comércio, Simplécio Araújo (segundo à esquerda), a conseguir
junto ao governador Flávio Dino a flexibilização do funcionamento do
comércio, mas ele despachou no sentido contrário
Ensino à distância - Para aqueles que sonham em ter uma formação de nível superior e para os já formados mas que buscam uma pós-graduação, a educação a distância (EAD) tem sido a melhor opção para começar ou retomar os estudos e se especializar cada vez mais. Prova disso, é o aumento nas matrículas de cursos EAD. De acordo com o último Censo da Educação a Distância realizado pelo Ministério da Educação (MEC), no Brasil já existem quase 1,5 milhão de pessoas que escolheram estudar na modalidade EAD.

Leia mais
Educação a distância: flexibilidade no ensino faz com que estudantes escolham essa opção


Vacinação contra H1N1 - Nem mesmo em dias de futebol o movimento no entorno do Estádio Castelão é tão intenso quanto foi nesta segunda-feira (30) no Complexo Esportivo do Outeiro da Cruz, onde, desde as primeiras horas da manhã, a fila de veículos com pessoas para se vacinarem contra o vírus da H1N1 dava a volta no Estádio Castelão. Muita gente foi buscar a prevenção imaginando que desta forma estaria se protegendo contra o Covid-19, que causa a coronavírus, mas a campanha era contra outro, tão mortal quanto o mais badalado neste momento.

Auditoria em Câmara Municipal - O Tribunal de Contas do Estado (TCE) aprovou a realização de auditorias na Câmara Municipal de Paço do Lumiar para investigar três supostas irregularidades de contratação de empresas para prestação de serviços. Uma das denúncias é com relação ao contrato com a construtora CF Ferreira, contratada para serviços de reforma das instalações físicas do parlamento; a segunda, tem como alvo a agência de publicidade Clara Comunicação, contratada sem licitação para prestação de serviços de propaganda; e a terceira denúncia se refere ao contrato com a Rampa, empresa especializada no fornecimento de material de expediente.

29 de mar. de 2020

Primeiro óbito de coronavirus no Maranhão levanta uma série de questões sobre enfrentamento da doença

A primeira morte de alguém infectado por Covid-19 no Maranhão deve nlevantar novas preocupações na Secretaria da Saúde sobre o enfrentamento do Coronavirus. Os detalhes serão dados somente nesta segunda-feira (30) e até lá muitas muitas  versões vão surgir.

Leia mais:
Não consta nos relatórios dos casos de coronavirus perfil compatível com o do primeiro óbito no Maranhão


Trata-se de um homem de 49 anos com histórico de hipertensão. Ele não consta nas estatísticas de casos confirmados no estado, embora o secretário Carlos Lula afirme que estava internado. Ficam então as perguntas
 Há versão, no entanto, de que chegou grave na UPA da Cidade Operária.

Ficam as dúvidas.

  • Os números da doença estão subestimados?
  • Pessoas infectadas pelo vírus pensam que estão apenas gripadas?
  • Parentes e amigos estão atentos para desconfiar de alguém infectado?
  • A Secretaria de Saúde está certa em fazet testes somente em pacientes com sintomas graves?
  • O paciente estava realmente infectado por Covid-19?
Perguntas para serem respondidas nesta segunda-feira.