17 de jan. de 2020

Deputado do PCdoB critica ex-presidente Lula por tratar candidatura de Flávio Dino com desdém por não ser do PT

Resultado de imagem para orlando silva"
Orlando Silva criticou descortesia de Lula com Flávio Dino e o PCdoB
O deputado federal Orlando Silva (PCdoB), que foi ministro dos Esporte em dois governos petistas, reagiu com indignação aos desdéns do ex-presidente Lula ao seu partido. 

"As mesmas frases ditas por um analista político dispensariam qualquer comentário. Mas, sendo proferidas por Lula, merecem atenção", comentou Orlando Silva, que não gostou da comparação do PT com o PCdoB quando Lula falou das possibilidades do governador Flávio Dino disputar a Presidência da República.

O ex-ministro disse que ao se deparar com a chamada de uma notícia sobre a entrevista concedida à TVT pensou se tratar de fake news, mas ao ler ficou chocado, pois Lula sempre teve apoio dos comunistas e não poderia a legenda com desprezo. 

Leia mais:
Lula desdenha do PCdoB ao comentar candidatura de Flávio Dino


Eis o comentário do deputado, que foi ministro tanto de Lula quanto de Dilma, publicado no portal Disparada:

"Hoje cedo um camarada me alertou: “Lula foi desrespeitoso com o Partido”. Reagi: “deve ser Fake News!”

Minha reação foi a mesma que a maioria dos nossos teria diante de um registro desses. Lula é muito querido entre os comunistas.

Fui ver a entrevista. E, quando entra em tela o nome de Flávio Dino, o presidente nos brinda, para a minha surpresa, com frases absolutamente dispensáveis.

As pérolas: “o PT é um partido muito grande se comparado ao PCdoB”; “é difícil eleger um comunista e Flávio sabe disso” e “é muito difícil eleger alguém de esquerda sem o PT”.

As mesmas frases ditas por um analista político dispensariam qualquer comentário. Mas, sendo proferidas por Lula, merecem atenção.

O presidente estava num ambiente controlado, sem estresse e pode desenvolver seus raciocínios com clareza e sem pressão.

Lula, como ele próprio disse, sempre contou com o apoio do PCdoB (ele disse 4 vezes, mas na verdade foram 5). O PCdoB é o único partido que o apoiou em todas as suas campanhas presidenciais.

O presidente Lula considerar difícil a eleição de um comunista para presidente não surpreende, afinal, ele considerava impossível uma vitória para o governo do Maranhão. Flávio Dino foi eleito e reeleito governador sem seu apoio. Mas qual a utilidade de reforçar a retórica anti-comunista?

Que o PT é “grande” em relação ao PCdoB não chega a ser uma “descoberta”. O PT é o maior partido político do Brasil – e já conquistou uma rejeição da mesma proporção. Aliás, essa é a principal explicação para ter sido derrotado por um candidato nanico, Jair Bolsonaro, de um partido então minúsculo, o PSL.

Esquerda vencer sem PT? Impossível! Claro! E se um partido de esquerda não estiver aliado ao PT? Esteja certo de que esse partido nem era tão de esquerda assim…esse raciocínio conhecemos desde o final dos anos 70 do século passado.

Flávio Dino é a novidade da esquerda brasileira. Cresceu sem “dedaço” e não incubado por nenhum grande líder. A sua competência já está à mostra no governo do Maranhão. Sua capacidade política é reconhecida até pelos adversários. Flávio Dino opera a política de frente ampla que o PCdoB elaborou, mas aplica com timidez sob os olhares severos e críticos dos “companheiros”.

Anote aí, o elogio do presidente Lula a Flávio Dino é como um “abraço de urso”, daí ser adequado Flávio saber o ponto exato de proximidade – ou será esmagado.

A canelada do presidente Lula no PCdoB ou é um teste para as vértebras dos comunistas ou uma recaída após lembranças da chapa Osmar-Batista-Alemão? De qualquer modo, requer uma resposta fria, como a boa diplomacia ensina.

Assistindo as falas do presidente Lula fiquei um pouco triste, mas bola pra frente!

Ah! E lembrei de Criolo, em Demorô: “onde falta respeito a amizade vai pro lixo…muda essa roupa, corta esse cabelo…”

Por Orlando Silva

Um comentário:

REGINALDO BORDALO MARTINS disse...

Mas há de convir de que o PCdoB não será aceito no Sul e Sudeste pois existe muita rejeição a nomenclatura COMUNISTA daí o Lula ter feito essa declaração perfeita...

Muitas das vezes a esquerda precisa enterrar seus medos e focar nas vitórias, crescendo e amadurecendo com os erros...

Então fica a dica: Flávio Dino precisa fazer a mudança gradativa para o PDT senão será um fracasso e talvez nem vai emplacar...