19 de jan. de 2020

Moradores da Ilhinha devem ter paciência, pois não deu para ficar pronta a urbanização da Ponta do São Francisco

Moradores da Ilhinha no bairro do São Francisco que projetaram para este ano momentos mais tranquilos no período das chuvas vão ter que se contentar com um pouco mais de espera, pois nem sempre na vida pública as coisas ocorrem conforme a propaganda e nem sempre uma ação é para resolver o problema mais anunciado, mas outro, que, embora explícito, nem sempre é mencionado.

Em dezembro de 2018, dois meses após a proclamação do resultado da eleição para governador, Flávio Dino anunciou as obras de urbanização da Ponta do São Francisco, na Avenida Ferreira Gullar, onde por muitos anos foi uma palafita e agora se mantém como pequena favela. Tenda alugada para os discursos de praxe, placas colocadas nos locais mais estratégicos para serem vistas com facilidade, o ponta pé das obras foi dado e a previsão seria inaugurar em agosto do ano passado.

No mês de julho, indagado sobre o atraso, o secretário estadual das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Júnior, o provável mais beneficiado pelo investimentos, já que lhe servirá de cartão de visita para o projeto de se tornar prefeito de São Luís, disse que o retardo foi por conta das chuvas do início do ano, mas iriam andar no segundo semestre e a inauguração seria no máximo em dezembro. Como ele não disse o ano, supunha-se que seria 2019, mas continuam resumidas à placa.

Não é de se duvidar que o dezembro seja deste ano, isto se as urnas compensarem, pois um resultado adverso pode levar para 2022, outro ano de eleição.

Nenhum comentário: