1 de mar. de 2020

Empresários do setor industrial manifestam otimismo como a economia estadual e nacional, segundo Fiema

GIRO ECONÔMICO

Estudo realizado pela Federação das Indústrias (Fiema) revela que o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) começou 2020 com variação positiva e pontuou 63,9, o que indica a continuidade no quadro de otimismo verificado em 2019. O índice é obtido a partir da ponderação dos resultados referentes às Condições Atuais e Expectativas dos empresários em relação à economia brasileira, o Estado e a empresa. No que tange às condições atuais da economia brasileira, a avaliação é positiva com índice acima dos 50 pontos, mesmo com a pequena variação negativa de 0,3 pontos percentuais. 

Do mesmo modo ocorre com relação às condições atuais da empresa (-2,4) registrando 51,5 pontos. A confiança nas condições atuais do Estado aumentou 3,5 pontos e marcou 52,8 pontos. O índice positivo é retratado para os setores da Construção Civil (62,8) e as indústrias de Extração e de Transformação (65,1). 

Leia mais:
Empresários do setor industrial manifestam otimismo com a economia do estado e do país


As condições atuais da economia brasileira pelo setor da Construção Civil estão melhores, com uma variação de 4,1 pontos, fechando o mês com 60,4 pontos. Vale ressaltar que, quanto às condições atuais do Estado, houve uma evolução significativa de 9,9 pontos marcando 53,7 pontos. 

Parceria com o Ceuma - O Governo do Estado e a Universidade Ceuma vão garantir desconto de até 50% nas mensalidadess dos cursos de graduação, presencial ou a distância, para servidores da Secretaria de Segurança Pública e órgãos vinculados, bem como para seus dependentes legais. O vice-governador Carlos Brandão, que assinou o convênio, disse que parcerias com a iniciativa privada, como esta, e garante novas perspectivas aos servidores que pretendem ingressar num curso superior ou ter uma segunda graduação. 

Reforma Tributária - A Comissão da Reforma Tributária no Congresso Nacional começa seus trabalhos quarta-feira (04). O seu presidente, senador Roberto Rocha (PSDB), disse que trabalha com um prazo de 45 dias para a apresentação de uma proposta para criação de um sistema tributário mais racional e menos burocrático. Além de Roberto Rocha, integram a comissão, pelo Maranhão, a senadora Eliziane Gama e os deputados Marreca Filho e Hildo Rocha.

Leia mais:
Comissão da reforma tributária começa seus trabalhos quarta-feira

Parceiros do Senac Comércio, os presidentes da Associação
Comercial, Cristiano Fernandes; o conselheiro do Senac Antônio
Freitas; o presidente da Fiema, Edilson Baldez; o presidente da
Fecomércio, José Arteiro; o conselheiro do Senac Manoel Barbosa; e
o diretor regional do Senac, Ahirton Lopes, no lançamento do programa
Restituição do IR - O Banco do Brasil inicia nesta segunda-feira (02) as contratações da linha que antecipa a restituição relativa ao ajuste anual de Imposto de Renda Pessoa Física. O prazo de abertura da linha coincide com o primeiro dia de recepção das declarações de IR pela Receita Federal. 

Produção de Açaí  - Pesquisadores da Embrapa Cocais, Embrapa Amapá, Embrapa Amazônia Oriental e Embrapa Meio Norte se reuniram em dois seminários técnicos e dia de campo para difundir as tecnologias de manejo e recuperação de açaizais nativos na região noroeste do Maranhão, que é o terceiro maior produtor de açaí no País, perdendo para o Pará e o Amazonas. O estado tinha produção cerca de dez vezes maior que a atual, mas por falta de manejo adequado e de outros usos da terra, a produção vem declinando ano a ano. 

Leia mais:
Embrapa desenvolve sensor para avaliar o grau de maturação de frutas


Indústria Aeroespecial - O presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez, recepciona com um jantar, nesta terça-feira (03), o coronel aviador Marco Antônio Carnevale Coelho, diretor do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), que será homenageado pelas contribuições prestadas ao desenvolvimento social e econômico do estado por meio das ações para fortalecimento da indústria aeroespecial, o que deve se intensificar com a exploração comercial da Base pelos Estados Unidos.

Nenhum comentário: