16 de abr. de 2020

Clara não sabe se comunicar e está criando transtornos a clientes, diz Equatorial sobre a sua assistente virtual

Depois de receber diversas reclamações pela qualidade precária do seu atendimento, principalmente depois da suspensão do recebimento de demandas presenciais (mais uma medida contra aglomerações neste período de combate ao coronavírus), a distribuidora de energia Equatorial culpou Clara, sua assistente virtual, pelos transtornos causados, pois ela ainda estaria "aprendendo a se comunicar".

Clara, assim Bia, do Bradesco; Joice, da Oi; Magalu, do Magazine Luíza, e outras são ferramentas de comunicação criadas pelas grandes corporações para evitar que gente fale com gente sempre que houve necessidade de uma informação, apesar de haver uma lei federal que exige a presença de uma pessoa na ponta da linha para receber as demandas por telefone.

Eis o comunicado da empresa nas redes sociais:
Bom dia,
@eulariss_! Pedimos desculpas pelos transtornos causados. A Clara, nossa assistente virtual, está aprendendo a se comunicar da melhor forma com os nossos clientes, tente falar com ela novamente!
Caso precise, fale com a gente através de DM, ficamos à disposição!

Nenhum comentário: