11 de abr. de 2020

Produção agrícola vai garantir o abastecimento do país em meio à pandemia, segundo estudo da Conab

Mudanças no Pronaf vão beneficiar cooperativas da agricultura ...GIRO ECONÔMICO

Dados levantados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostram que o Brasil será capaz de suprir as necessidades básicas de consumo da população. Com uma safra de grãos estimada em 251,9 milhões de toneladas, de acordo com o último levantamento divulgado pela estatal, as principais culturas consumidas no país (soja, milho trigo, arroz e feijão) respondem por cerca de 97% da colheita e superam em mais de 100 milhões de toneladas o volume do consumo interno destes grãos no ano passado. 

Diante da situação de enfrentamento ao novo coronavírus, o Governo Federal acionou a Conab para atuar junto aos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Economia, da Cidadania e outros, além da Casa Civil, para atender às possíveis demandas de alimento em todo o país.

Além da produção agrícola, a Conab levanta também informações de comercialização nas principais Centrais de Abastecimentos (Ceasas) para auxiliar no planejamento de ações que garantam a manutenção da oferta de frutas e hortaliças em todo o território nacional. O trabalho envolve o acompanhamento do fluxo de compras, preços e produtos ofertados.

Caixa econômica - A Caixa Econômica Federal reforçou, em R$ 33 bilhões, as linhas de crédito para enfrentar a crise provocada pelo coronavírus. O dinheiro se somará aos R$ 78 bilhões anunciados na semana passada, o que totalizará R$ 111 bilhões em recursos injetados. Os R$ 33 bilhões adicionais serão destinados a linhas de capital de giro para empresas, que ganharam reforço de R$ 20 bilhões; para a compra de carteiras (R$ 10 bilhões); para o crédito a Santas Casas (R$ 2 bilhões) e para o crédito agrícola (R$ 1 bilhão).

Newsletters CNN Brasil - A CNN lança, na próxima segunda-feira, dia 13, uma ferramenta de comunicação para deixar a população ainda mais informada através de notícias selecionadas por especialistas. Para receber diariamente por e-mail as newsletters “5 Fatos” e “Negócio Fechado”, o interessado deve realizar a inscrição (preenchendo com seu e-mail e optando pelos assuntos desejados) através do link: https://newsletter.cnnbrasil.com.br/.

Vem parceria boa por aí”, diz Lula Fylho após visita de Carlos ...
Secretária de Saúde do Estado, Carlos Lula, e do Município de São Luís,
Lula Filho, nunca estiveram tão unidos em suas ações quanto neste
período de pandemia do coronavírus
Fundo partidário - O senador Roberto Rocha (PSDB) é a favor da aplicação dos recursos do Fundo Partidário para o combate ao COVID-19. E justifica: “Com os R$ 2 bilhões do Fundão somados aos outros R$ 4 bi da Justiça Eleitoral para o pleito de 2020, o Brasil poderia comprar milhares de respiradores, materiais e insumos hospitalares necessários para o combate ao coronavírus. Isso é respeito com a população brasileira”, defendeu Roberto Rocha, em suas redes sociais,

Doação do Maracap - Para diminuir os impactos gerados pela diminuição da receita familiar, provocada pela pandemia do coronavírus, centenas de colaboradores do Maracap receberam nessa semana gêneros alimentícios doados pela direção da empresa. Mais de cinco toneladas de alimentos foram distribuídas nas regionais. A iniciativa foi elogiada pelos vendedores. O próximo sorteio do Maracap será no dia 19 de abril/2020, quando haverá 100 rodadas da sorte, sendo 50 para o interior e mais 50 para a capital. Só no 3º prêmio terá uma Ranger XLS 2,5 CD Flex. 

Partido Novo - Em mais uma tentativa de devolver os recursos nunca utilizados do Fundo Partidário, a bancada do Partido Novo protocolou no último sábado (04) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um pedido cautelar para destinar o dinheiro – uma soma total de R$ 35 milhões -, ao combate do coronavírus. O Novo pediu ainda que o TSE libere imediatamente a devolução desse tipo de verba para o caixa da União, mas o ministro Luis Felipe Salomão negou conceder a liminar (uma decisão provisória) e enviou o processo para julgamento no plenário do TSE .

Nenhum comentário: