13 de abr. de 2020

Funcionários dos Correios recebem máscaras de proteção para menor exposição à contaminação do coronavírus

DF atinge 240 casos de coronavírus, mas 180 são consideradas ...
GIRO ECONÔMICO

Em atenção à saúde de seus empregados, clientes e fornecedores, os Correios decidiram aumentar o número de medidas de segurança adotadas em relação à COVID-19. Complementando os protocolos operacionais e profiláticos já disseminados, todos eles baseados nas orientações do Ministério da Saúde, a empresa adquiriu, no último dia 9, dois lotes de máscaras de proteção para fornecer, inicialmente, aos empregados da área operacional.

Cientes da dificuldade de aquisição desses e outros materiais de proteção, os Correios empreenderam uma grande pesquisa, que contou com mais de 150 fornecedores, a fim de garantir a rápida aquisição dos produtos. O primeiro lote, que chega em 17/4, será distribuído prioritariamente aos carteiros e operadores de triagem e transbordo. Em um segundo momento, os equipamentos serão disponibilizados para o restante do efetivo.

A medida se soma às demais já adotadas no início da pandemia, tais como a redução de jornada das áreas administrativas e disponibilização de álcool em gel nas agências e áreas comuns de seus prédios administrativos.

Mais isolamento - Em entrevista concedida ao Bom Dia Mirante TV Mirante (Globo) nesta segunda-feira (13), o governador Flávio Dino (PCdoB) confirmou a informação destacada por Maranhão Hoje de que pode haver um isolamento total das atividades empresariais e até mesmo limitação de circulação de pessoas nas ruas, o chamado lockdown, caso os números de novos casos e óbitos provocados pelo coronavírus aumente, o que ele espera não ser necessário.  O governador informou ainda que os prefeitos estão autorizados a tomar medida de flexbilização do comércio, dependendo da situação em seus municípios.

Leia mais

Cargos comissionados - Está nas mãos do ministro Ricardo Lewandowski, as ações da Associação Nacional dos Servidores do Ministério Público da União e dos Estados (Ansemp) que levantam inconstitucionalidade (ADIs 6369 e 6372) dos dispositivos da Lei 8.077/2004, do Maranhão, que trata da criação de carreira e cargos de apoio técnico-administrativo do Ministério Público do estado (MP-MA) e do artigo 11-A da Lei 8.077/2004 e do artigo 107–A da Lei Complementar Estadual 13/1991, que prevê uma gratificação de 20% do subsídio ao membro do MP-MA que ocupar cargo de chefia.

Ficheiro:Maura Jorge, Jair Bolsonaro e Roberto Rocha.jpg ...
Adversários na campanha de 2018 para o Governo do Estado, em 2018,
Maura Jorge e Roberto Rocha hoje são aliados de Jair Bolsonaro, 
embora estejam filiados ao PSDB, partido que hoje tem um dos maiores
adversários do presidente, João Doria
Orientação às MPEs - O Centro de Integração Empresa-Escola - CIEE vem desenvolvendo soluções para conectar empresas, jovens, adolescentes e estudantes de maneira rápida e eficaz. Para as empresas de pequeno e médio porte, a entidade tem reduzido em 50% o tempo entre localização do candidato e a contratação. Além disso, tem atuado como legalista e ajudado as micro e pequenas empresas se adaptarem às novas Medidas Provisórias publicadas pelo governo federal para contenção da pandemia de coronavírus. 

Não cancele - O Ministério do Turismo lançou a campanha "Não cancele, remarque!”, que busca orientar os turistas sobre a importância de não cancelar, apenas adiar, as viagens e pacotes turísticos nesse momento de pandemia causada pelo novo coronavírus. As peças publicitárias vão aparecer, nos próximos 45 dias, em vários sites e redes digitais em formatos de cards, vídeo e animação. A campanha solicitada pelo ministro Marcelo Álvaro Antônio se soma às várias ações adotadas pelo MTur para enfrentar os impactos causado no setor pela Covid-1.

Hospedagem proibida - Empresários do turismo para que o governador Flávio Dino (PCdoB) não acate sugestão do Ministério Público Federal para que os hoteis e pousadas do Maranhão sejam proibidos de receber novos hóspedes como forma de desestimular a vida de pessoas de outras estados para as cidades locais. Isto seria ferir de morte quem está, desde março, proibido de alugar seus salões de festas, de abrir seus restaurantes e desenvolver outras atividades, com as medidas do Governo do Estado para enfrentamento do coronavírus.

Leia mais

Nenhum comentário: