4 de abr. de 2020

Pesquisa revela que saúde, desemprego e falência são as principais preocupações com os efeitos do coronavírus

EUA estudam suspender chegada de voos da China devido a surto de ...
GIRO ECONÔMICO 

O que mais preocupa os brasileiros no período de pandemia é o colapso no sistema brasileiro de saúde, mencionado por 52% dos entrevistados. “A preocupação com algo que afeta o coletivo vem em primeiro lugar, antes do que reflete individualmente”, destaca Gabriela. Muito mencionados também são o temor pelo aumento do desemprego (50%) e uma eventual recessão econômica (43%), bem como a possível quebra de empresas (41%). Um ponto fora da curva nessa questão é o medo do desabastecimento: a paralisação na fabricação de produtos (6%) e a redução de oferta de produtos (6%) aflige pouco as pessoas.

Leia mais
Na crise do coronavírus, mulheres se preocupam mais com saúde e homens com falência

Quando os grupos são separados por gênero, percebe-se uma diferença grande nas preocupações de homens e mulheres em alguns pontos. É possível identificar que as mulheres pensam um pouco mais na saúde enquanto homens pensam mais nas questões financeiras. Por exemplo, o colapso na saúde foi citado por 58% das mulheres e por 47% dos homens, já a falência das empresas foi lembrada por 39% e 43%, respectivamente.

Foram ouvidas 1.065 pessoas entre 18 e 21 de março pela Demanda Pesquisa e Desenvolvimento de Marketing e o estudo tem nível de confiabilidade de 95% e margem de erro de 3%.

Redução do Sistema S - Diante da grave crise causada pela pandemia do Covid-19 na saúde pública e na economia do país, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e as federações estaduais da indústria decidiram concordar com a aprovação, pelo Congresso Nacional, da Medida Provisória 932/2020. O texto estabelece redução de 50%, durante os próximos três meses, nas contribuições destinadas às instituições do Sistema S, que incluem o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o que pode inviabilizar as ações desse órgão.

Leia mais
Corte nas contribuições do Sistema S inviabiliza ações do Sesi e do Senai, segundo alerta da CNI

Gastos com Covid-19 - Dos cerca de R$ 700 bilhões destinados pelo governo para o enfrentamento à pandemia de coronavírus, R$ 224,6 bilhões corresponderão a custos efetivos para os cofres federais por envolverem aumento de gastos e redução de tributos. Em comparação ao Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos), o montante efetivo chega a 2,97%. A quantia elevará o déficit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) e das estatais federais para R$ 419,2 bilhões em 2020. 

CELIA JORGE DINO COSSETTI - YouTube
Célia Dino é uma das coordenadoras do Covid Maranhão, grupo que vai
distribuir máscaras para diagnosticados com HIV, câncer e tuberculose a
 fim de se prevenirem do coronavírus. Com ela também Lucely Murad e
Tatiana Bandeira
Apoio aos informais - O grupo Covid Maranhão, que vai distribuir mais de 10 mil máscaras para proteção contra coronavírus decidiu socorrer também os trabalhadores informais que ficaram sem renda, de uma hora para outras, com o isolamento social, por vai distribuir a eles cestas básicas, a partir da próxima semana.

Leia mais
Voluntárias do grupo Covid Maranhão distribuem mais de dez mil máscaras contra coronavírus em São Luís

Gratuidade em voos - Para ajudar no combate da Covid-19, a companhia aérea Gol está oferecendo passagens aéreas gratuitas para todos os profissionais de saúde que precisam se deslocar para atuar no tratamento das pessoas afetadas pela doença, sendo necessário apenas pagamento da taxa de embarque. A ação tem como objetivo de valorizar a competência e bravura dessa categoria, viabilizando o combate à doença. Segue, abaixo, como sugestão de pauta.

Conta comigo - O Programa O Brasil Conta Comigo, uma iniciativa federal coordenada pelos ministérios da Saúde e Educação, está com inscrições abertas para estudantes da área de saúde para ajudar no combate ao Covid-19, o novo coronavírus. Estudantes interessados devem preencher a “Ficha do Aluno” disponibilizada nesta quinta-feira (02), no site http://sgtes.unasus.gov.br/apoiasus/ . Após a candidatura, o aluno que for convocado através do e-mail deverá se apresentar no estabelecimento de saúde indicado em até 48 horas.

Leia mais
O programa “O Brasil Conta Comigo” abre inscrições para estudantes de Saúde

Nenhum comentário: