26 de abr. de 2020

Senai conserta mais de duzentos respiradores utilizados na redes pública de saúde para ajudar combater covid-19

GIRO ECONÔMICO

Em duas semanas de trabalho, a operação de transporte e manutenção de respiradores hospitalares, firmada entre a Confederação Nacional da Indústria (CNI), Ministério da Defesa e iniciativa privada, conseguiu realizar o conserto de 201 aparelhos. Enquanto outros 1.290 respiradores foram recolhidos para reparo. O grupo de trabalho é comandado por Rafael Lucchesi, diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), entidade filiada a Confederação Nacional da Indústria (CNI), diz que empresas decidiram participar da iniciativa de forma voluntária. 

“O Senai coordena essa articulação com as empresas, treinou e capacitou equipes técnicas com toda essa rede de empresas que voluntariamente participam disso, com uma rede territorial bem ampla”, disse ele. 

Segundo levantamento do governo federal, cerca de 3,7 mil respiradores estão parados por falta de manutenção nas redes pública e privada do país. Isso corresponde a aproximadamente um quarto de todos os respiradores existentes no Brasil. 

Leitos do HU - Por meio de emenda do senador Roberto Rocha (PSDB), o Hospital Universitário Presidente Dutra, da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA), vai adquirir 50 novos leitos de UTI e 90 leitos de enfermaria para tratamento exclusivo de pacientes com Covid 19. Segundo o senador, já estão funcionando 20 leitos de UTI; na próxima semana irão funcionar mais 20 e daqui a 15 dias mais 10, totalizando mais de 50 leitos que estarão disponíveis para os pacientes infectados no Maranhão. 

Pleitos da Fiema - A Federação das Indústrias do Maranhão reencaminhou um conjunto de 17 propostas de medidas nas áreas de tributação e normas regulatórias, voltadas para o enfrentamento e a atenuação dos efeitos da crise econômica decorrente da pandemia da Covid-19, para o governador do estado Flávio Dino, que foram pleiteadas ação há um mês. O presidente da Fiema, Edilson Baldez, avalia que as dificuldades para produzir, geradas pela falta de liquidez, com a queda nas vendas, poderão levar diversas empresas eficientes à falência. 

Leia mais
Federação das Indústrias apresenta sugestões ao Governo do Estado para evitar falência de empresas

Na solenidade de posse da nova diretoria do Tribunal de
Justiça, o presidente Lourival Serejo ladeado pelo
seu vice, Bernardo Rodrigues (E) e o corregedor de
Justiça, Paulo Velten. Leia mais em Maranhão Hoje
Dias das Mães - Fosse um tempo de normalidade, os veículos de comunicação estavam com intensas campanhas para vendas de produtos e serviços com vistas ao Dia das Mães, porém nenhuma mensagem, ou seja, é como se mãe só valesse se fosse para vender. 

Produção de etanol - O Brasil alcançou a maior produção de etanol da história, com um total de 35,6 bilhões de litros provenientes da cana-de-açúcar e do milho. Isso representa aumento de 7,5% em comparação a 2018/19. A confirmação de recorde é do 4º Levantamento da safra 2019/20 de cana-de-açúcar, divulgado nesta quinta-feira (23) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O boletim mostra que a estimativa de produção total de etanol a partir da cana-de-açúcar é de 34 bilhões de litros, um aumento de 5,1% sobre a safra passada. 

Crédito  para MPEs - O Senado aprovou por unanimidade em sessão sexta-feira (24) projeto de lei que concede uma linha de crédito especial para pequenas e microempresas pedirem empréstimos de valor correspondente a até 30% de sua receita bruta obtida no ano de 2019. Do senador Jorginho Mello (PL-SC), o PL 1.282/2020 foi aprovado na Câmara na quarta-feira (22), na forma de um substitutivo da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), e retornou ao Senado devido às mudanças. Agora, o texto segue para sanção.

Nenhum comentário: