29 de mai. de 2020

Flávio Dino diz não ter tempo para ler críticas de Roberto Rocha nem debates de cloroquinistas e anticloroquinistas

Na entrevista coletiva desta sexta-feira (29) para anunciar novas medidas sobre enfrentamento de coronavírus no Maranhão, confrontado com a pergunta sobre uma crítica ao senador Roberto Rocha (PSDB) por haver várias obras de hospitais não concluídas e outros já concluídos, mas não ocupados, o governador Flávio Dino (PCdoB) disse que, como tem trabalhado muito, não tem encontrado tempo para fazer esse tipo de leitura.

"É muito fácil para quem não tem o que fazer se ocupar com denúncias vazias", disse ele negando que esses fatos vêm ocorrendo.

Flávio Dino, que também está sempre nas redes sociais, analisando e criticando negativamente medidas do governo e posições do presidente Jair Bolsonaro, declarou ainda que até hoje não sabe o que o Ministério da Saúde recomendou sobre o uso da cloroquina para cura de coronavírus, porque não tem tempo para acompanhar o debate entre "cloroquinistas" e "anticloroquisnistas".

Flávio Dino disse ainda que não teme as investigações da Polícia Federal sobre desvio de dinheiro que seria para ações de combate ao coronavírus, "pois sou ficha limpa e vou continuar sendo".

Um comentário:

Anônimo disse...

Dino só tem tempo para criticar o Presidente da República e dar entrevistas encomendadas aos veículos de comunicação sulista, tentando forçar um debate acerca das eleições de 2022. Para esses temas tem dedicação exclusiva e tempo integral.
Contudo, nunca tem tempo para administrar o Maranhão, ser transparente e prestar contas ao cidadão pagador de impostos.
Não tendo como contra argumentar com fatos as crítica a seu governo, alega falta de tempo e ataca seus críticos, chamando-os de desocupados.
Estamos em ano eleitoral, o povo do Maranhão saberá dar a resposta adequada ao mau administrador Dino e aos candidatos por ele indicados ou apoiados. Um não rotundo.