6 de mai. de 2020

Instrutora do Senac orienta sobre como preservar a pele após excesso de uso de produtos contra o coronavírus

GIRO ECONÔMICO

Com a pandemia de covid-19, houve a necessidade de mais cuidados com a higiene pessoal, como o uso da luva, álcool em gel, constante ato de lavar as mãos com água e sabão etc, porém é necessário manter os cuidados com a pele das mãos, já que a limpeza em excesso com sabão, desinfetantes e álcool pode causar ressecamento e vermelhidão. 

De acordo com a instrutora de beleza do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Jocilene Amaral, o uso constante dos produtos retira a camada protetora da pele. Para não causar irritações nas mãos, a recomendação é utilizar uma pequena quantidade do produto e evitar que o líquido fique acumulado em anéis e pulseiras. Outra opção é utilizar álcool em gel em forma de creme ou com glicerina na composição.

“Nossa orientação é para que todos possamos colocar em nossas novas rotinas o uso do hidratante, para que seja possível fazer a reposição desses elementos que estamos tirando”, destaca. 

Vendas de veículos - No mês de abril, com as concessionárias fechadas, foram comercializados apenas 399 veículos em São Luís, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). O melhor desempenho foi de automóveis, com 322 unidades comercializadas e o pior foi de ônibus, apenas dois. O volume foi quase mil a menos do que março, quando foram vendidos 1.394, ou seja, queda de 71,38%. No acumulado são 5.681, 26,42% a menos do mesmo período de 2019, quando foram vendidos7.721. 

Intermediação de Weverton - O senador Weverton Rocha (PDT) foi um dos intermediadores da ação da Federação das Indústrias para doação à Federação dos Municípios de 75 toneladas de alimentos a municípios afetados com população afetada por enchente, já que fez a solicitação à Confederação Nacional da Indústria (CNI). “Esses alimentos vão atender famílias necessitadas atingidas por enchentes e coronavírus”, diz Erlânio Xavier, presidente da Famem. 

Ao analisar a decisão do Congresso de preservar recursos
do Sistema S, o superintendente do Sebrae-MA, Alberto
 Leal, disse que foi “uma demonstração de entendimento
da importância desses negócios na economia nacional" 
Turismo nos Lençóis - O prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho, estima numa queda de 80% da receita municipal após suspensão das atividades turísticas nos Lençóis Maranhenses, e o que é pior: a retomada da atividade será lenta, e assim empresas de hotelaria, gastronomia e transporte vão penar muito para sobreviverem. 

Doação de EPIs - A Ultracargo, maior empresa independente de armazenagem de granéis líquidos do Brasil, e a rede de farmácias Extrafarma, pertencentes ao Grupo Ultracarga, uniram forças e doaram máscaras cirúrgicas e luvas para o Governo do Maranhão. Juntas, as empresas destinaram 90 mil Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). A Ultracargo está presente no Porto do Itaqui desde 2012 e a Extrafarma atua desde 2003 no estado com 59 farmácias da rede estão distribuídas em cidades do interior e em São Luís. 

Seminovos e usados - O varejo de veículos seminovos e usados registrou em média perda de 62,58% no volume de vendas no mês de abril em comparação com o mesmo período do ano anterior, mas no Maranhão, apesar de insignificante houve um aumento de 1%, pois foram 31 e abril contra 30 de março. O dado levantamento da Auto Avaliar, com base nas transações realizadas entre 3,2 mil concessionárias e cerca de 30 mil lojistas. Sergipe registra maior perda, com 88,9% de queda, e maior, alto, Espírito Santo, com 110 vendas.

Nenhum comentário: