28 de mai. de 2020

Maranhão foi o estado nordestino que registrou menos fechamento de empregos no período de janeiro a abril

Secretário diz que não há fila para obtenção de seguro-desempregoO Maranhão foi o estado do Nordeste que menos fechou empregos com carteira assinada entre janeiro e abril deste ano, período fortemente impactado pela pandemia do coronavírus.  No Brasil todo, houve perda de 763.232 postos de trabalho formais nos primeiros quatro meses do ano, de acordo com números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Ceged), divulgados pelo Ministério da Economista nesta quarta-feira (27).

No Nordeste, a queda foi de 190.081 vagas com carteira. E no Maranhão, foi de 3.959 postos de trabalho, ou seja, seja, o Maranhão ficou com 0,5% do corte de vagas do Brasil. Em outras palavras, a cada 200 empregos perdidos, apenas um foi no Maranhão.

Leia mais
Maranhão fecha 5,6 mil empregos em abril e nos quatro meses saldo negativo supera os 3,9 mil

“Entre os estados do Nordeste, o Maranhão foi aquele que menos perdeu empregos formais em 2020, até o momento. Mais uma prova da falsa dicotomia entre cuidar da saúde e da economia. Lutamos em todos os âmbitos, todos os dias”, disse o governador Flávio Dino.

Em termos porcentuais, o Maranhão teve a menor variação negativa no Nordeste e a sétima menos favorável entre todas as 27 unidades da federação.

Nenhum comentário: