26 de mai. de 2020

Pesquisa realizada pelo Sebrae aponta impacto da pandemia de coronavírus nas micro e pequenas empresas

GIRO ECONÔMICO

Pesquisas realizadas pelo Sebrae desde o anúncio da pandemia do coronavírus, mostram que a crise econômica atingiu em cheio os pequenos negócios em praticamente todos os setores da atividade econômica; mas foi especialmente prejudicial para as mulheres empreendedoras. Durante a crise, segundo o levantamento, as mulheres estão buscando mais soluções digitais que os homens para continuar funcionando (34% contra 31%) e avançaram mais que os empresários do sexo masculino no sentido de implementar as vendas on-line.

O estudo do Sebrae revelou ainda que as mulheres estão ligeiramente mais otimistas que os homens sobre quanto tempo vai demorar para a economia voltar ao normal, após a pandemia (10 meses contra 11 meses no caso dos homens).

Números da Pesquisa:
  • As mulheres foram mais afetadas pela crise (52% fecharam “temporariamente” ou “de vez” contra 47% nos homens)
  • Em média, as mulheres precisam 14% a menos que os homens para manter seu negócio sem fechar (R$12,4 mil contra R$ 14,5 mil nos homens)
  • As mulheres buscam mais soluções digitais que os homens para continuar funcionando (34% contra 31%)
  • As mulheres caminharam mais (que os homens) para vendas on-line.
  • Os homens buscaram mais (que elas) gerenciar as contas pelo app do banco
  • No empreendimento delas, em média, há 3 pessoas ocupadas (no deles 4 pessoas ocupadas)
  • As mulheres tiveram que dispensar 2 pessoas, em média, por causa do Covid-19 (os homens demitiram 3 pessoas)
  • As mulheres utilizaram um pouco mais a medida da suspensão do contrato de trabalho (31%) do que os homens (27%)
  • Empréstimos sem juros (59%) e auxílio temporário para subsistência (55%) seriam as medidas mais demandadas pelas mulheres para compensar a crise
  • As mulheres costumam procurar menos empréstimos que os homens (44% nunca buscou contra 38% dos homens)
  • Nessa crise, as mulheres pretendem pedir menos empréstimos que os homens (54% contra 64% dos homens)
  • Só 34% das mulheres, de fato, já buscaram empréstimos (contra 41% dos homens). Em ambos os casos, a maioria que buscou, foi a bancos, mas poucos conseguiram (perto de 5% na média dos dois gêneros)
  • A proporção de mulheres com dívidas em atraso (34%) é maior que a encontrada entre os homens (31%)
  • As mulheres estão ligeiramente mais otimistas que os homens sobre quanto tempo vai demorar para a economia voltar ao normal (10 meses contra 11 meses no caso dos homens)
UTI em Grajaú - Mesmo sem contar com qualquer tipo de apoio do Governo do Estado, o prefeito de Grajaú, Mercial Arruda, instalou no seu município uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com dez leitos exclusivos para o tratamento de pacientes afetados pela covid-19. Segundo o deputado federal Hildo Rocha (MDB), o prefeito agiu de forma correta e heroica pois os custos do empreendimento foram bancados com recursos próprios do município. Rocha afirmou que irá lutar para que o governo federal ajude no funcionamento da UTI municipal.

Travessia pelo ferryboat - A partir desta terça-feira (26), a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), irá disponibilizar 12 viagens diárias no transporte aquaviário (ferryboat). A  empresa Servporto vai realizar a travessia às 4h, 10h e 16h saindo do Terminal da Ponta da Espera em direção ao Cujupe; e às 6h30, 12h30 e 18h30 no sentido Cujupe em direção à Ponta da Espera. Já a Internacional Marítima realiza as viagens às 7h, 13h e 19h saindo de São Luís sentido Cujupe e às 9h, 15h30 e 21h30 no sentido contrário.

Posição da Fiema - Repercute nos meios empresarial e político a posição assumida pelo presidente da Federação das Indústrias (Fiema) sobre a situação das empresas diante da pandemia de coronavírus. "A gravidade da situação impõe aos líderes políticos, aos empresários e a sociedade soluções para o enfrentamento da pandemia", diz ele.

Leia mais

Transporte aéreo - A demanda por voos domésticos teve queda de 93% em abril, em relação a igual mês do ano passado, refletindo o agravamento do impacto da pandemia do novo coronavírus na aviação comercial brasileira. A oferta de assentos nos aviões recuou 91,3% na mesma comparação. Esses dois indicadores são os piores resultados mensais da série histórica da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), iniciada em 2000. Os dados foram compilados pela Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) e incluem as operações de suas associadas (Gol, Latam, Voepass/Map) e trazem números agregados das demais empresas nacionais.

Corretores de imóveis - Até esta sexta-feira (26), MRV recebe inscrições para o credenciamento de corretores autônomos em São Luís. O objetivo é reforçar sua equipe na cidade com foco nos novos condomínios que serão lançados pela companhia.
 Os candidatos devem ter ensino médio completo ou superior, experiência nas áreas de vendas, promoção, telemarketing e/ou afins, e habilidade em informática.

Nenhum comentário: