18 de jun. de 2020

Ao comentar prisão do seu ex-assessor Fabrício Queiroz, senador Flávio Bolsonaro diz no Twitter que "jogo é bruto"

MP diz que Flávio Bolsonaro 'lavou' R$ 638 mil em compra de ...
Senado Flávio Bolsonaro disse que está tranquilo sobre as investigações 
O senador pelo Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro (sem partido) comentou em sua contas no Twitter a prisão, na manhã desta quinta-feira (18), do seu ex-assessor Fabrício Queiroz, que estava na casa do advogado da família Frederico Wassef, e lembrou que em 16 anos de atuação na Assembleia Legislativa nunca houve "uma vírgula" contra sua atuação parlamentar, mas bastou o pai vencer a eleição presidencial para o jogo mudar.

Leia mais:
Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, preso em operação da polícia paulista

"Encaro com tranquilidade os acontecimentos de hoje. A verdade prevalecerá! Mais uma peça foi movimentada no tabuleiro para atacar Bolsonaro. Em 16 anos como deputado no Rio nunca houve uma vírgula contra mim. Bastou o Presidente Bolsonaro se eleger para mudar tudo! O jogo é bruto!", disse o senador.

Imagem
Já o seu irmão Eduardo Bolsonaro (PSL), que é deputado federal por São Paulo, aproveitou a oportunidade para mostrar a lista de todos os deputados investigados pela prática de Rachadinha, com os respectivos valores movimentados por cada um deles, e questionar o fato de os holofotes estarem virados apenas para Flávio (veja lista ao lado).

Fabrício Queiroz, ex-assessor do hoje senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), foi preso no início da manhã desta quinta-feira (18) em Atibaia, interior de São Paulo. Ele deverá ser levado para o Rio de Janeiro.

A ação faz parte da Operação Anjo, que cumpre ainda outras medidas cautelares autorizadas pela Justiça, relacionadas ao inquérito que investiga a chamada rachadinha, em que servidores da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj) devolveriam parte dos seus vencimentos ao então deputado estadual Flávio Bolsonaro. 

Nenhum comentário: