11 de jun. de 2020

Lula Fylho diz que não é fácil suportar "o massacre" pelo qual está passando após Polícia Federal abrir investigação na sua secretaria

O secretário municipal de Saúde de São Luís, Lula Fylho, usou sua conta no Twitter para se queixar do "massacre" por que está passando desde que a Polícia Federal iniciou as investigações sobre suposto superfaturamento em equipamentos hospitalares na pasta que comanda.

"Não é fácil ser massacrado como estou sendo agora. Ainda mais sabendo que não fiz nada de errado e que trabalho sempre com muita responsabiliade
Ver minha família sofrendo com tamanha injustiça está me deixando abalado.
Mas tenho muita FÉ em Deus que isso tudo passará logo", disse ele.

Numa segunda postagem, escreveu: 

"Por toda minha vida tenho trabalhado minha mente para não falar quando eu estiver sob qualquer tipo de emoção. 
É muito triste trabalharmos no ritmo que estamos, com a seriedade e transparência predominando e ainda assim está sendo tão gravemente atingido..."

É numa terceira garantiu não haver nada errado na Semus:

("Na Semus JAMAIS burlamos qualquer tipo de normas ou Leis. E logo toda nossa seriedade ficará provada. 
Garanto que JAMAIS colocaria minha integridade em jogo. 
Muito em breve falarei e mostrarei todos os documentos.
Mais do q isso, acredito em uma investigação séria e isenta".

Nenhum comentário: