21 de jun. de 2020

Milhares de argentinos protestam contra o governo de Alberto Fernandez, que foi eleito com um discurso de esquerda

Nem mesmo as rígidas medidas de isolamento para conter o coronavirus, impediu que milhares de argentinos fossem às ruas protestar contra o governo do presidente Alberto Fernadez, empossado em dezembro passado após se eleger com discurso de esquerda.

Os manifestantes usaram como pretexto uma medida do governo de interferir em uma grande exportadora de grãos, a Vicentin, mas não faltaram queixas pelo isolamento social.

Os atos tiveram como lema a defesa da propriedade, após líderes agrícolas e industriais se alarmarem com a possibilidade – negada por Fernandez – de mais intervenções do estado em empresas privadas. Segundo o governo argentino, a intervenção na Vicentin é temporária e tem como objetivo evitar sua falência.

(Com informações do Metrópoles)

Nenhum comentário: