6 de jun. de 2020

No mês maio, vendas de veículos em São Luís somaram apenas 428 unidades, segundo números da Fenabrave

GIRO ECONÔMICO

O mês de maio foi marcado por uma queda brutal nas vendas de veículos em São Luís, de acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotivos (Fenabrave), que contabilizou apenas 428 unidades - automóveis, comerciais leves, ônibus, caminhões e motocicletas - emplacadas, o que corresponde a uma queda de 79,64% na comparação com o mesmo período de 2019. As vendas de automóveis e comerciais leves somaram 315, veículos pesados 46 e motocicletas apenas 64. A capital tem um acumulado 6.109 emplacamentos contra 9.823 dos cinco primeiros meses do ano passado, o que significa uma diminuição de 37,81%. Já em nível estadual a queda foi maior do que 80% na comparação dos dois períodos.

Leia mais
Vendas de veículos no Maranhão registram queda de 81,37% no mês de maio comparadas com 2019

Apesar do fraco desempenho, os números revelam que havia um expressivo número de consumidores de ir ao mercado, já que todas essas vendas foram realizadas apenas pela internet, já que durante todo o mês passado as concessionárias foram proibidas de funcionar.

As vendas de junho tendem a melhorar, já que esta semana as revendas foram autorizadas a retomar suas atividades, contudo as empresas não vão conseguir se recuperar até o final do ano, já que há muita despesa por pagar e pouco caixa para suportar.

Minério de ferro - Vale anunciou que obteve licença prévia para ampliação do projeto Serra Leste, no Pará. A Vale obteve licença prévia para a ampliação da mina de minério de ferro Serra Leste, no Pará. O objetivo da expansão é incrementar a produção da matéria-prima siderúrgica dos atuais seis milhões para dez milhões de toneladas anuais, durante um período de vida útil da mina em Curionópolis de aproximadamente 11 anos. O licenciamento foi solicitado inicialmente em 2016.

Home office - Aumento de produtividade e engajamento, melhora na qualidade das interações de trabalho, treinamentos e comunicação eficazes são alguns destaques positivos da experiência dos colaboradores da TIM com o home office. Recente pesquisa realizada pela operadora sobre esse modelo de trabalho – adotado amplamente no mundo durante a pandemia de COVID-19 – mostra que 98% dos funcionários querem atuar de casa pelo menos uma vez por semana, mesmo em um cenário de normalidade; 90% adotariam a modalidade duas vezes por semana ou mais.


Imagem
O deputado federal Eduardo Braide (E) e o ex-deputado Pedro Vasconcelos,
lotado no gabinete do senador Roberto fazendo a entrega de equipamentos
para o Hospital Universitário de São Luís a fim de aumentar as ações de
combate ao coronavírus no Maranhão
Testagem de coronavírus - O Sistema Hapvida anunciou um investimento para aquisição junto ao Laboratório Roche do novo teste de anticorpos Elecsys®️ Anti-SARS-CoV-2, recém-aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil, com 100% de sensibilidade na identificação de anticorpos contra a Covid-19 e uma especificidade maior que 99,8%¹ para que não seja confundido com anticorpos de outros tipos de coronavírus e outros vírus de gripe comum.  O primeiro lote com mais de 19 mil unidades do produto deve ser disponibilizado em Joinville (SC), Ribeirão Preto (SP), Goiânia (GO), e Fortaleza (CE).

Judiciário sustentável - Com o objetivo de reconhecer as medidas sustentáveis adotadas, de forma espontânea, nas rotinas de trabalho do Judiciário Maranhense, o Prêmio TJMA Sustentável reconheceu, nesta sexta-feira (5), magistrados, servidores e unidades jurisdicionais e administrativas por contribuírem pelo fortalecimento da Política de Sustentabilidade do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). O lançamento do Prêmio – coordenado pelo Núcleo de Gestão Socioambiental –foi feito na data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho). Em decorrência da pandemia da Covid-19, o lançamento do Prêmio TJMA Sustentável, aconteceu de forma remota, por videoconferência, transmitida ao vivo pelo canal do Youtube do TJMA (youtube/tjmaoficial).

Apoio à MPE - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) criou o Programa BNDES Crédito Cadeias Produtivas, para atender a necessidade de capital de giro de pequenas e médias empresas (PMES) no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (covid-19). O Programa Crédito Cadeias Produtivas tem orçamento de R$ 2 bilhões e vai apoiar as PMEs por meio das chamadas empresas-âncora‚ que serão as beneficiárias diretas dos empréstimos. Caberá às empresas-âncora repassar o dinheiro para a sua cadeia de fornecedores, distribuidores ou franqueados.

Nenhum comentário: