4 de jul. de 2020

Braide espera definição do seu principal adversário, mas pode vencer eleição de São Luís logo no primeiro turno

Eduardo Braide – Wikipédia, a enciclopédia livre
Eduardo Braide pode impor uma derrota ao Palácio dos Leões
Os deputados estaduais Duarte Júnior (Republicanos), Wellington do Curso (PSDB) e Adriano Sarney (PV) travam uma luta renhida para se definir quem seria o candidato mais credenciado a impedir uma vitória do deputado federal Eduardo Braide (Podemos) logo no turno da disputa pela Prefeitura de São Luís, pois de acordo com pesquisa do instituto Prever, divulgada neste sábado (04) pelo blog de Diego Emir, menos de sete pontos o separam de uma soma que lhe daria a vitória logo dia 15 de novembro, e considerando apenas os votos válidos, teria 53%.


Embolados, do segundo para o terceiro colocado, Duarte (8,8%), Wellington (8,7%) e Adriano (7,7%) somam 25,2%, ou seja, dentro da margem de erro, que é de 3%, podem ter menos da metade do líder. O candidato do governador Flávio Dino (PVdoB), o deputador Rubens Júnior, tem 1,2%.

Caso Wellington ou Adriano chegue ao segundo turno, ultrapassando Duarte Júnior, o Palácio dos Leões poderá amargar uma grande derrota e colocar em cheque as pretensões de Flávio Dino pleitear a Presidência da República sem votos sequer para eleger o prefeito da capital do seu estado. Duarte, mesmo "rompido" com o Palácio tem um pé no governo, já que pertence à legenda do vice, Carlos Brandão.

O Prever fez, entre os dias 29 de junho e 02 de julho, 1006 entrevistas e a sua margem de erro é de 3% para mais ou para menos e o índice de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o protocolo MA-04571/2020.

Nenhum comentário: