20 de jul. de 2020

Raizen abre concorrência na distribuição de combustíveis no Norte e Nordeste ao inaugurar um terminal no Itaqui


GIRO ECONÔMICO

A Raizen iaugurou, há dois meses, no Porto do Itaqui, em São Luís, seu novo terminal de distribuição de combustível, um investimento de R$ 200 milhões para montar uma base com capacidade de movimentar 1,5 bilhão de litros por ano, podendo armazenar até 80 milhões de litros gasolina A, Diesel S 10 e S500. De acordo com a empresa, a novidade vai multiplicar a oferta de combustíveis na área de influência do porto, afetando não apenas o Maranhão, como Piauí, Pará, Tocantins e Mato Grosso.

“O investimento estratégico em infraestrutura ajudará a reduzir custos na cadeia produtiva agrícola e de transportes da região, além de trazer benefícios para o Maranhão – como os quase 1.000 empregos diretos e 500 empregos indiretos gerados no período de obras, 50 empregos diretos ligados à operação e a contratação preferencial de materiais e serviços da região”, informou a empresa.

O terminal já começou a receber navios com combustíveis, em projeto que deve ampliar a importação de diesel do país e a distribuição de produtos para o Norte e Nordeste, o que é facilitado pela conexão com três ferrovias, o que garante também transportar etanol e biodiesel do Centro-Oeste com menores custos.

Universidades federais - O senador Roberto Rocha (PSDB) anuncia a criação de duas universidades federais no Maranhão, a do Sul e a do Leste. O anúncio foi feito, em Imperatriz, dia 17, ao participar, ao lado da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, da distribuição de cestas de alimentos a famílias carentes. O senador tucano disse que o Maranhão é, geograficamente, maior do que São Paulo, Paraíba e Ceará e países como a Itália, mas todos estes têm mais de uma universidade federal, e o Maranhão apenas a UFMA. 

Capacitação do Sesi - O Serviço Social da Indústria (Sesi) oferece, a partir desta terça-feira (21), curso online gratuito para a capacitação de gestores que precisam preparar suas equipes para volta ao trabalho. O curso vai auxiliar na elaboração e execução de planos de retomada das atividades produtivas da indústria, após a querentena imposta pelo covid-19, abordando medidas de prevenção no local de trabalho, monitoramento da saúde, condução de casos suspeitos e providências em situações confirmadas de infecção. 

O diretor regional do Senac no Maranhão, José Ahirton
Batista Lopes, assinando autorização das obras de construção do
Centro de Formação Profissional de Açailândia, que deverá ter
 as obras iniciadas este semestre
Cabeças do Congresso - Os senadores Weverton (PDT) e Roberto Rocha (PSDB) e o deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB) são os três parlamentares pelo Maranhão que estão entre os Cem Cabeças do Congresso Nacional, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) 

Cestas para índios - O presidente Jair Bolsonaro comemorou, domingo (19), a ação do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), que entregou cerca de 5 mil cestas de alimentos a indígenas do Maranhão. A entrega foi feita pela ministra Damares Alves, em Imperatriz (MA), e a medida vai beneficiar os povos Krikati, Guajajara e Gavião, Akroá-Gamella, Awa Guajá, Canela, Kaapor, Kreniê, Ticuna do Maranhão, Timbira e Tremembé. A ação éa para diminuir a vulnerabilidade social dos indígenas. 

Produção avaliada - Já estão disponíveis para consulta, no site da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), os novos custos de produção agrícola. Elaborados pela equipe técnica da estatal de março e maio, os novos valores também podem ser encontrados no Portal de Informações Agropecuárias em formato de gráfico. A revisão adotou uma metodologia que garantiu a segurança de todos os envolvidos no processo, tanto colaboradores como agentes do setor, de forma respeitar as medidas de enfrentamento a covid-19.

Nenhum comentário: