24 de ago. de 2020

Na sua última aparição pública, na Academia Maranhense de Letras, Sálvio Dino pediu inclusão da Rua da Paz no projeto de revitalização do Centro Histórico de São Luís

 Uma das últimas aparições públicas de Sálvio Dino foi no dia 12 de março na solenidade de posse da nova diretoria da Academia Maranhense de Letras (AML), da qual era membro, que tem Carlos Gaspar como presidente. Escolhido para fazer a saudação da noite, ele recordou uma aula do famoso historiador Fernando Perdigão, na qual descreveu, endereço por endereço, as pessoas destacadas nos mundos das letras e do Direito que ali residiam, para classificá-la como a Rua dos Intelectuais.

Trata-se da mesma via onde está instalada a Academia, também conhecida como a Casa de Antônio Lobo, e diante dessa explanação fez uma sugestão à direção da entidade e ao Governo do Estado, ali representado pelo vice-governador Carlos Brandão, para que a Rua da Paz fosse incluída no projeto de obras de revitalização do Centro Histórico, recebendo um tratamento especial, na ligação entre as praças João Lisboa, que homenageia o grande jornalista maranhense, e Deodoro, onde está o Pantheon Maranhense, que reúne bustos de importantes intelectuais do Maranhão.

Sálvio Dino, que era pai do governador Flávio Dino, ao fazer essa sugestão em público, quis deixar patenteado que não gostariam de usar o parentesco com a maior autoridade do estado para fazer um pedido em nome da sociedade, mas sim sugerir que a entidade da qual era membro fizesse isso institucionalmente. 


Nenhum comentário: