23 de set. de 2020

Apesar das divergências com a cúpula nacional do PSDB, Jair Bolsonaro se aproxima dos tucanos do Maranhão

Bolsonaro com Roberto Rocha (E) e Sebastião Madeira
O presidente Jair Bolsonaro, que tem como principal adversário político o governador de São Paulo, João Doria, que tenciona disputar a eleição presidencial em 2022, está superando suas divergências com a cúpula nacional do PSDB para se aproximar do tucanato maranhense, liderado pelo senador Roberto Rocha. Nesta quarta-feira (23), o senador postou em sua conta no Twitter uma foto em que aparece com o presidente e seu candidato a prefeito de Imperatriz, o também tucano Sebastião Madeira.

Na postagem, Roberto Rocha anuncia a vinda de Bolsonaro ao Maranhão no próximo mês.

"Fechei com o presidente @jairbolsonaro uma visita ao Maranhão para outubro. Essa agenda será construída com a intenção de mostrar as obras federais em curso e os projetos estruturantes que vão transformar o Maranhão. Madeira, de Imperatriz, também vai participar dessa ação".

Roberto Rocha assumiu o PSDB em 2018 depois de uma intervenção porque, segundo alegações da época, o então presidente, o vice-governador Carlos Brandão, estava mais preocupado em apoiar a candidatura de Flávio Dino (PCdoB) a governador do Maranhão do que a candidatura de Geraldo Alckmin a presidente da República. Hoje, Rocha defende mais Bolsonaro do que Doria.

Nenhum comentário: