4 de set. de 2020

Flávio Dino se emociona e chora ao lembrar do pai em Sessão da Saudade da Academia Maranhense de Letras

O governador Flávio Dino não conteve a emoção e chorou ao lembrar do pai na Sessão da Saudade realizada nesta quinta-feira (03) pela Academia Maranhense de Letras em homenagem ao jornalista, advogado, político e escritor Sálvio Dino, falecido dia 23 de agosto. Ele era o ocupante da Cadeira de número 32 da Casa de Antônio Lobo.

Além de Flávio Dino, que é filho do homenageado, participaram do encontro os seus irmãos Nicolao Dino, procurador da República, o advogado Sálvio Dino Júnior, e outros.

Segundo o presidente da AML, Carlos Gaspar, a sessão serviu para uma maior aproximação dos membros da Academia dos familiares do homenageado, a fim de que pudessem recordar seus principais feitos como homem público e de família. Esta foi a terceira sessão da saudade realizada pela AML, que há duas semanas havia prestado homenagens também a Waldemiro Viana e Milson Coutinho, falecidos 03 e 04 de agosto, respectivamente.Leia mais

Sálvio Dino é lembrado por imortais e familiares em sessão da saudade da Academia Maranhense de Letras

Carlos Gaspar diz que não tem sido fácil conviver com tantas perdas em tão pouco espaço de tempo, pois, além desses três, faleceu em maio, José Maria Cabral Marques. Pelo luto que a instituição vem passando, diz que não seria sensato pensar neste momento em eleição para preenchimento dessas quatro cadeiras. “A Academia ainda chora”, diz, que recorda ter sido a última aparição de Sálvio na Casa de Antônio Lobo no dia de sua posse, dia 12 de março, quando fez a saudação à nova diretoria.

Nenhum comentário: