22 de set. de 2020

Semana do Brasil não resultou em aumento de 60% nas vendas, segundo a Associação de Lojistas de Shopping

GIRO ECONÔMICO

Para celebrar a semana da pátria, o governo federal criou em 2019 a Semana do Brasil, que antecede o dia das crianças e a Black Friday, com o objetivo de movimentar as vendas do varejo em setembro. Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileiras de Lojistas de Shopping (Alshop), entre os dias 15 e 18 de setembro, com varejistas pequenos, médios e grandes que representam cerca de 1.400 pontos de venda espalhados por todo o país, mediu como foi a performance desta campanha que ofereceu descontos para impulsionar as vendas neste momento de recuperação, após o período mais agudo da pandemia.

O resultado da pesquisa mostra que para 60% dos lojistas a ação comercial não resultou em alta nas vendas. Para 20% dos lojistas o aumento chegou a 20% e para outros 20% o crescimento foi de até 30% por conta da Semana do Brasil.

Segundo a Alshop, o setor varejista tinha boa expectativa para a segunda edição do evento, mas o consumidor se mostrou tímido na hora das compras por conta das restrições da pandemia.

Projeção da inflação - Os consumidores brasileiros acreditam que a taxa de inflação ficará acumulada em 4,7% nos próximos 12 meses. A taxa da expectativa mediana de inflação dos consumidores brasileiros é 0,4 ponto percentual superior à registrada em agosto, encerrando a tendência de queda iniciada em maio deste ano. A pesquisa é feita com base na opinião de consumidores que respondem à seguinte pergunta: Na sua opinião, de quanto será a inflação brasileira nos próximos 12 meses?

Nenhum comentário: