14 de out. de 2020

Caixa credita nesta quarta-feira R$ 1,6 bilhão para 3,6 milhões de beneficiários do Auxílio Emergencial

GIRO ECONÔMICO

A Caixa Econômica realiza nesta quarta-feira (14) o pagamento de R$ 1,6 bilhão do Auxílio Emergencial para 3,6 milhões de brasileiros nascidos em junho do Ciclo 3. Desse total, 1,3 milhão receberão R$ 800 milhões referentes às parcelas do Auxílio Emergencial. Os demais, 2,3 milhões, serão contemplados com a primeira parcela do Auxílio Emergencial Extensão, em um montante de R$ 800 milhões.

A partir desta data, os valores já podem ser movimentados pelo Aplicativo Caixa Tem para pagamento de boletos, compras na internet e pelas maquininhas em mais de um milhão de estabelecimentos comerciais. O benefício criado em abril pelo Governo Federal foi estendido até 31 de dezembro por meio da Medida Provisória (MP) nº 1000. O Auxílio Emergencial Extensão será pago em até quatro parcelas de R$ 300,00 cada e, no caso das mães chefes de família monoparental, o valor é de R$ 600,00.

Não há necessidade de novo requerimento para receber a extensão do auxílio. Somente aqueles que já foram beneficiados e, a partir de agora, se enquadram nos novos requisitos estabelecidos na MP, terão direito a continuar recebendo o benefício. A parcela extra inicial será para os beneficiários que receberam a primeira parcela do Auxílio Emergencial em abril.

Auxílio emergencial - O Sebrae está preocupado com a situação dos mais de 5,2 milhões de microempreendedores individuais (MEI), que receberam os recursos do auxílio emergencial ao longo dos últimos meses, e que deixarão de contar com esse apoio a partir de janeiro de 2021. A instituição alerta que esse programa foi fundamental para assegurar que uma parcela significativa da população pudesse atravessar a crise provocada pela pandemia do coronavírus. Nesse sentido, a instituição defende um debate junto ao Congresso Nacional e ao governo federal para que a medida seja estendida, pelo menos até que os efeitos da pandemia deixem de existir, ou que estejam bastante minimizados.

Salário de professor - O Brasil comemora nesta quinta-feira (15) o Dia do Professor e o Brasil possui 2,2 milhões DE profissionais da Educação. Senadores como Dário Berger (MDB-SC) e Flávio Arns (Podemos-PR), presidente e vice da Comissão de Educação, cobram valorização da profissão. De acordo com dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), os professores brasileiros ganham metade do salário que os mesmos profissionais dos países da organização. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

Débito é crédito - A partir de agora, pequenas e médias empresas, clientes do Banco do Brasil, podem transformar seu cartão de débito em cartão de crédito pelo app BB, sem a necessidade de trocar o plástico. O cliente define o limite no aplicativo, faz a ativação do cartão e já pode fazer suas compras ou pagamentos logo em seguida. O objetivo da nova funcionalidade é permitir que os cerca de 200 mil clientes que têm cartão de débito e margem de crédito no BB possam contratar um cartão de crédito de maneira simples e rápida, sem necessidade de deslocamento.


Nenhum comentário: