22 de out. de 2020

Centros de pesquisa da Embrapa Cerrados e Meio Ambiente abordam saúde do solo em live nesta quinta

GIRO ECONÔMICO


A série Diálogos para Conservação do Solo e da Água chega à terceira edição unindo três centros de pesquisa da Empresa: Embrapa Solos (Rio de Janeiro-RJ), Embrapa Cerrados (Planaltina-DF) e Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna-SP). A live vai acontecer no dia 22 de outubro (quinta), às 17h. O tema da vez é ‘O solo adoece? Como diagnosticar?’ A transmissão poderá ser acompanhada aqui (não é necessária inscrição). Essa série de diálogos tem o objetivo de sensibilizar o público em geral sobre a necessidade de ampliar as ações que potencializem o uso adequado dos recursos solo e água. Na live do dia 22 serão abordados os métodos que avaliam a qualidade e a saúde do solo.

Os convidados são Ieda de Carvalho Mendes (pesquisadora da Embrapa Cerrados), José Ronaldo de Macedo (pesquisador da Embrapa Solos) e Marcelo Saldanha (analista da Embrapa Meio Ambiente), com moderação do chefe de pesquisa & desenvolvimento da Embrapa Solos, Daniel Vidal Pérez.  Entre os temas mencionados estarão a tecnologia de bioanálise de solo (BioAS), que consiste na agregação de duas enzimas do solo, (associadas aos ciclos do enxofre e do carbono) que permite monitorar a saúde do solo por meio de análises químicas; o Fertmovel, um laboratório móvel de análise da fertilidade do solo e o ensaio de proficiência "Programa de Análise de Qualidade de Laboratórios de Fertilidade do Solo" (PAQLF), apresentando-o e mostrando sua atuação.

“Também vamos abordar a importância da análise do solo, o método tradicional de análise e os atributos avaliados e a importância da bioanálise do solo, e a sua atuação na complementação ao método tradicional”, conta Daniel Pérez. O evento será aberto para perguntas do público.


Ação social - Ações e projetos sociais voltados para fortalecer iniciativas em defesa dos direitos humanos das mulheres foram o teor da reunião entre Cinthya Costa, vice-presidente da empresa de consultoria em segurança, Sparta Corporate Solutions e o presidente da Cruz Vermelha do Maranhão, Carlos Rangel. Na oportunidade, os dois líderes discutiram futuras parcerias e estratégias para atender ao público feminino, em condições de vulnerabilidade. Na foto, Carlos Rangel e Cinthya Costa entre as equipes da Cruz Vermelha e da Sparta Corporate Solutions.


Auxílio emergencial - A partir desta quinta-feira (22/10), cerca de 3,8 milhões de beneficiários do Auxílio Emergencial nascidos em novembro podem sacar ou transferir os recursos da Poupança Social Digital. Foram creditados R$ 2,5 bilhões para esse público no Ciclo 2 de pagamentos do Auxílio Emergencial. Os saques em dinheiro podem ser feitos nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências. Ainda é possível movimentar o saldo pelo aplicativo Caixa Tem.

Leia mais

Fábrica de cloro - A Chlorum Solutions, por meio da Alliance Química, inaugura mais uma planta de produção de cloro álcalis. A unidade tem capacidade produtiva inicial de 12 toneladas de cloro equivalente por dia, produzirá hipoclorito de sódio, ácido clorídrico e soda cáustica. O empreendimento teve um investimento da ordem de R$ 45 milhões. A inauguração ocorre no dia 7 de novembro. A localização privilegiada da cidade de Codó, com fácil acesso a outras regiões do Maranhão e também estados vizinhos, tanto no Norte quanto do Nordeste foi determinante na escolha do município maranhense para abrigar o empreendimento. A fábrica de Codó deve abastecer estados dessas regiões, reduzindo em mais de 1.300 km a distância que estes produtos percorrem hoje para chegar ao destino final.

Nenhum comentário: