7 de out. de 2020

Pós-graduação no Maranhão do desembargador Kássio Marques, indicado para o Supremo, é colocada em dúvida

Nomeado duas vezes pelo ex-presidente Lula para o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) e uma pela ex-presidente Dilma Rousseff para desembargador do Tribunal Regional Federal (TRF-1), sem que seu currículo tivesse sido analisado pela imprensa e outras instituições, o desembargador Kassio Nunes Marques, indicado por Jair Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal (STF), é alvo de denúncias sobre inconsistências em seu currículo acadêmico, conforme publicação do portal UOL.

Além das universidades de La Corunha (Espanha) e Medina (Itália), onde duas pós-graduações podem não ter sido realizadas, suspeita-se também de uma pós-graduação que teria sido feita no Maranhão.

O desembargador informou, em seu currículo, que possui mais uma pós-graduação, em Ciências Jurídicas, pela Faculdade Maranhense - MA. A reportagem diz não ter localizado nenhuma instituição de ensino superior com esse nome que ofereça essa pós-graduação. A Faculdade Maranhense (FAM), de Imperatriz, informou que não tem cursos relacionados ao Direito. Já a Faculdade Maranhense São José dos Cocais, localizada em Timon, não respondeu se o curso é ofertado e ou se Kassio Marques foi aluno da instituição.

Nenhum comentário: