2 de nov. de 2020

Acusado de matar o próprio pai, empresário Júnior de Nenzim desiste de disputar a Prefeitura de Barra do Corda

O empresário Manoel Mariano de Sousa Filho (PSC), 51 anos, o “Júnior do Nenzim”, renunciou sua candidatura à Prefeitura de Barra do Corda, como consta no site Divulgacand, da Justiça Eleitoral. Ele, que teria como um dos principais adversários o irmão Rigo Teles (PV), que é deputado estadual, é acusado de ter executado ou mandado executar o pai, Manoel Mariano de Sousa, Nenzim, que foi três vezes prefeito do município.

A renúncia deu dias após ampla reportagem publicada pelo site Maranhão Hoje.

Leia mais
Acusado de matar o pai, Júnior de Nenzim se lança candidato a prefeito de Barra do Corda

Para muitos moradores de Barra do Corda, o pedido de registra da candidatura de Júnior de Nenzim foi uma grande ousadia, pois, além da vítima ser seu pai, o crime teve como motivação dívidas da eleição passada, quando disputou a Prefeitura e contraiu muitas dívidas com agiotas e estaria tirando gado da fazenda do genitor para pagar os "credores".

Nenhum comentário: