30 de jan. de 2021

Não apenas festas de carnaval provocam aglomerações, mas retiros espirituais também

GIRO ECONÔMICO

Até agora, todos os alertas das autoridades estaduais e municipais, bem como do Ministério Público, sobre os riscos de aglomeração nas cidades no período que, pelo calendário oficial, estaria reservado para o carnaval referem-se às festas pagãs, porém vale alertar que nesta época do ano não só os que querem extravasar alegria se aglomeram.

Nesta época do ano, são comuns os retiros espirituais, a maioria promovida por segmentos evangélicos, realizados em locais, preferencialmente, afastados, como sítios, casas de praia e fazendas, mas também ginásios de esportes, clubes e outros.

Apesar de nem de longe lembrarem festas momescas, esses retiros merecem preocupação, portanto não custa nada ao MP reunir também lideranças religiosas para ditar suas normas, em defesa da vida.

Multa parcelada - O Projeto de Lei 5450/20 prevê o parcelamento, em até 12 vezes sem juros e correção, de multas por infrações de trânsito. O texto tramita na Câmara dos Deputados e altera o Código de Trânsito Brasileiro. Conforme a proposta, a solicitação do parcelamento e o pagamento da primeira parcela serão suficientes para a emissão dos certificados de Registro e de Licenciamento Anual, salvo se houver eventual impedimento. “O texto busca beneficiar tanto os motoristas quanto as entidades e os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito ao facilitar o adimplemento de multas e a regularização de veículos”, diz o autor, deputado Kim Kantaguiri (DEM-SP).

Postos da Semana -  A Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz) está viabilizando a abertura de novos postos de atendimento nas unidades do Viva localizadas no Shopping Passeio – Cohatrac e Golden Shopping – Calhau. A medida descentralizará o acesso dos contribuintes ao órgão. O Município tem interesse em ampliar sua rede por toda São Luís, tornando o atendimento ao contribuinte mais célere, e desta forma, diminuir as filas nas unidades de atendimento da Semfaz.

Contas de luz - A bandeira tarifária das contas de luz permanecerá na cor amarela em fevereiro, informou nesta sexta-feira (29) a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com isso, o preço da energia fica em R$ 1,34 para cada 100 quilowatts consumidos por hora. O valor é o mesmo que havia sido estabelecido para janeiro.

Segundo a agência, apesar de fevereiro ser um mês tipicamente mais chuvoso, os reservatórios das hidrelétricas seguem em recuperação lenta, o que demanda maior contenção do consumo.


Nenhum comentário: