25 de fev. de 2021

Governo não vê com simpatia proposta de Duarte Júnior para criar CPI que investigará preços de combustíveis

GIRO ECONÔMICO

O Palácio dos Leões não vê com simpatia a ameaça do deputado Duarte Júnior (Republicanos) de criar uma CPI para investigar os preços de combustíveis no Maranhão, instrumento que já foi usado pela Assembleia Legislativa e não deu em nada. Segundo uma fonte do governo, esse tipo de investigação neste momento, vésperas de ano eleitoral, pode trazer dores de cabeça, com a montagem de palanque para a oposicionistas fazerem uma "exposição desnecessária do governo", pois, inevitavelmente, autoridades serão chamadas para explicarem como se calcula os preços de referência para cobrança do ICMS.

Na entrevista concedida à TV Mirante nesta quarta-feira (24), Duarte disse que uma investigação pelo parlamento pode ser adotada. “Quem sabe, a realização de uma CPI, pra que nós possamos chegar junto à Petrobras, com argumentos, com fundamentos”, disse ele sobre os itens do seu pacote contra o aumento da gasolina.

Ele disse também que já apresentou estudos técnicos ao governo do Estado, propondo redução de imposto para algumas categorias, como profissionais de transporte de pessoas, além de ser favorável a uma reforma tributária. “Tem que haver uma reforma tributária e garantir pesquisa de preço e mudança nessa política totalmente incompatível com a realidade que nós vivemos praticada pela Petrobras”, propõe.

Parceria com prefeitura - O Serviço Social da Indústria (Sesi), órgão do Sistema Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), firmou parceria com a Prefeitura de São Luís, pela qual doou setenta termômetros digitais para atender às demandas da Secretaria Municipal de Saúde. A iniciativa foi aprovada pelo Conselho Regional do Sesi durante a reunião mensal e a assinatura do termo e doação foi feita pelo presidente da Fiema e diretor regional do órgão, Edilson Baldez das Neves, que fez a entrega do material ao secretário Joel Nicolau Nogueira Nunes. A entrega contou com a presença do superintendente do Sesi, Diogo Lima; do diretor da Fiema, Celso Gonçalo; da conselheira do Sesi e presidente do Sindirepa, Leonor de Carvalho; e do diretor do Senai-MA, Raimundo Arruda.


Nenhum comentário: